Universidade recebe crítico gastronômico espanhol Rafael García Santos

0h00

No dia 28 de maio de 2008, a Anhembi Morumbi recebeu o conceituado crítico gastronômico espanhol Rafael García Santos, editor do guia Lo Mejor de la Gastronomia e criador do site com o mesmo nome, que ministrou palestra sobre “O Poder da Crítica Gastronômica” e participou de uma mesa redonda com importantes personalidades da Gastronomia, jornalismo e crítica brasileira.

O evento conseguiu reunir chefs, jornalistas, donos e gerentes de restaurantes – como Belarmino Iglesias, que dirige restaurantes da Rede Rubayat – e de hotéis do Brasil, e estudantes para discutir o tema e ouvir algumas considerações sobre o trabalho do crítico.

 Rafael García Santos
Rafael García Santos

Durante a palestra Rafael declarou que não aceita que o crítico gastronômico seja assalariado de veículos de comunicação, pois isso pode interferir direta e negativamente no trabalho que desenvolve. “Além disso, deve procurar confrontar a filosofia do chef com a sua obra. O que ele diz deve estar de acordo com o que faz”, comentou.

Ele explicou que o papel da crítica é informar sobre os restaurantes, comidas, serviços, vinhos, descobrir talentos e ‘culturizar’ os leitores. E disse que a crítica fomenta a superação dos cozinheiros e aumenta a competitividade, o que promove uma melhor gastronomia.

Auditório lotado e encantado com a palestra
Auditório lotado e encantado com a palestra

Para Rafael, o leitor é quem estabelece o grau de confiabilidade do crítico gastronômico, uma vez que existem culturas e gostos diferentes. “Cada leitor deve encontrar o crítico que mais lhe agrada e o que mais combina com seu estilo, pois a crítica é uma verdade particular e não é capaz de mudar gostos.”, ressaltou.

Na mesa redonda, coordenada pelo sociólogo Carlos Dória, Rafael respondeu às perguntas dos jornalistas Arnaldo Lorençato (revista Veja); Guta Chaves (site Guta Chaves); Josimar Melo (site Basilico, Folha de S. Paulo e Guia Josimar Melo); Luiz Américo Camargo (Caderno Paladar, Estado de S. Paulo); Patrícia Ferraz (revista Gula); Ricardo Castilho (revista Prazeres da Mesa); Suzana Barelli (revista Menu); chefs Alex Atala (D.O.M) e Carla Pernambuco (Carlota); prof. Rafael Barros, coordenador do Centro de Gastronomia da Anhembi Morumbi, prof. Ricardo Maranhão, docente de História de Gastronomia da Anhembi Morumbi, que ficaram encantados com o encontro.

Mesa redonda com personalidades da Gastronomia, jornalismo e crítica brasileira
Mesa redonda com personalidades da Gastronomia, jornalismo e crítica brasileira

Segundo a profa. Rosa Moraes, diretora da Escola de Turismo e Hospitalidade, o encontro criou a oportunidade de refletir, discutir e, até mesmo, polemizar sobre a crítica gastronômica. “Tudo isso foi muito bom tanto para quem pretende ser crítico quanto para aqueles que seguirão a carreira de chef e serão criticados, o que é muito importante para os nossos alunos”, disse.

Para a profa. Elisabeth Vargas, diretora do campus Vila Olímpia, o evento marcou história por conseguir reunir as pessoas mais importantes da gastronomia paulista em um único espaço e parabenizou a Escola de Turismo e Hospitalidade por essa programação especial.

 Da esq. para dir.: Josimar Melo, Fernanda Cunha (Sibaris), profa. Rosa Moraes, Joana Munné (Sibaris), Gabriela Mascioli, Rafael García e profa. Elisabeth Vargas
Da esq. para dir.: Josimar Melo, Fernanda Cunha (Sibaris), profa. Rosa Moraes, Joana Munné (Sibaris), Gabriela Mascioli, Rafael García e profa. Elisabeth Vargas

A aluna Fernanda Comiña, do 3º semestre de Gastronomia, encontrou no evento a oportunidade de conhecer um dos grandes nomes da crítica gastronômica e aprimorar seus conhecimentos. Já para a assessora de imprensa Deni Bloch o encontro permitiu a discussão e reflexão sobre o atual momento gastronômico mundial.