Universidade promove espetáculos gratuitos dos estudantes de Teatro

17h56

Entre os dias 11 e 22 de junho, a Universidade Anhembi Morumbi será palco para a apresentação de dois importantes espetáculos desenvolvidos pelos estudantes do curso de Teatro.

As apresentações acontecerão no câmpus Centro e fazem parte dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos estudantes.

A entrada para os espetáculos é gratuita, sujeita a lotação da sala, e aberta ao público em geral. Os ingressos devem ser retirados no local, uma hora antes de cada espetáculo.

Conheça a programação completa, compareça e prestigie os trabalhos desenvolvidos por nossos estudantes:

TERROR E MISÉRIA DO III REICH
Apresentações:

• Dias 11,12 e 14 de junho, às 20h
• Dia 13 de junho, às 11h e 20h
• Dia 15 de junho, às 19h

Autor: Bertolt Brecht
Direção: Renata Zhaneta
Cenários e Figurinos: Tânia Marcondes
Maquiagem: Armando Filho
Elenco: Turma do 7º semestre A
Classificação etária: 10 anos

O espetáculo traz uma sequência de cenas que retratam as péssimas condições de vida do povo alemão durante a implantação do regime autoritário do III Reich. Estão presentes os operários, os professores, os comerciantes, os judeus, os marxistas, os estudantes, a classe média, todos enfim submetidos ao terror, à miséria, à humilhação e à degradação da vida. A montagem procura refletir sobre esta mancha na história da humanidade e seus desdobramentos nos dias de hoje.

 

MARAT / SADE
Apresentações:

• Dias 18,19 e 21 de junho, às 20h
• Dia 20 de junho, às 11h e 20h
• Dia 22 de junho, às 19h.

Autor: Peter Weiss
Direção: Simoni Boer
Direção de arte:Tânia Marcondes
Direção musical e música original: Victor Cappa
Visagismo: Armando Filho
Elenco: Turma do 7º semestre B
Classificação etária: 16 anos

A perseguição e assassinato de Jean-Paul Marat encenado pelos internos do Hospício de Charenton sob direção do Senhor de Sade.
O perverso e sinistro Marquês de Sade, internado no hospício de Charenton, encena o assassinato de Jean-Paul Marat, mártir da Revolução Francesa, pelas mãos da girondina Charlote Corday, sob os gritos do povo, que nas ruas de Paris, mantinha as mãos encharcadas de sangue, para alimentar a crença de que o mundo se transformaria sob o peso da lâmina que não se detinha em cortar mais e mais cabeças.  Ambientado em uma instituição psiquiátrica que vê na atividade teatral uma possibilidade terapêutica no tratamento de doenças mentais, o texto de Weiss permite a fragmentação da ação linear e a convivência de planos diversos de representação, diluindo os limites entre personagem, paciente e ator, e abrindo ao público a possibilidade de novas e diferentes interpretações.

 

Espetáculos dos estudantes de Teatro
Local:
Teatro Experimental Anhembi Morumbi
Endereço: R. Dr. Almeida Lima, 993 – Mooca