Treinamento ensina à comunidade técnicas para salvar vidas

0h00

Comprometida com a saúde da comunidade em que se insere, a Universidade Anhembi Morumbi recebeu no campus Centro, em 27 de outubro de 2009, cerca de 530 pessoas interessadas em aprender as técnicas de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) da American Heart Association (AHA) – principal organização internacional em capacitação de RCP.

O treinamento fez parte do Dia Internacional de Ressuscitação Cardiopulmonar e os participantes tiveram a oportunidade de aprender como proceder em caso de infarto, aumentado as chances de sobrevivência da vítima. “Essa ação de cidadania da Universidade foi muito importante, pois doenças cardiovasculares são as que mais matam no Brasil e os participantes agora têm a possibilidade de salvar a vida de uma vítima de parada cardíaca”, comenta o Dr. Sergio Timerman, diretor das Escolas de Ciências da Saúde.

 Comunidades interna e externa da Universidade participaram do treinamento
Comunidades interna e externa da Universidade participaram do treinamento

 

Segundo a Dra. Ana Paula Quilici, coordenadora do Centro de Treinamento e Simulação em Ciências da Saúde da Universidade, a comunidade recebeu o evento de forma surpreendente. “Acredito que a nossa grande contribuição foi orientar as pessoas de que elas podem fazer a diferença na vida das vítimas. Além disso, se cada um desses participantes ensinar as técnicas para mais uma pessoa, já dobraremos o número de cidadãos que saberão como reagir frente a uma situação de infarto”.

 Público esteve atento às orientações
Público esteve atento às orientações

 

O aluno Bruno Kuniyoshi, do 6º semestre de Publicidade e Propaganda, participou do evento como voluntário e também aproveitou para aprender as técnicas de RCP. “Gostei do treinamento e achei muito importante, pois saberei como agir em casos de emergência. Não me sentirei despreparado para contribuir com os primeiros socorros e a vítima não estará desamparada”, diz.

O Dia Internacional de Ressuscitação Cardiopulmonar aconteceu em oito universidades da Rede Laureate, no Brasil e no mundo.

Parceria com a AHA

Em paralelo ao evento no campus Centro, aconteceu a assinatura do Termo de Compromisso entre a American Heart Association e a Rede Internacional de Universidades Laureate, que visa melhorar a divulgação de informações educativas para os alunos e melhorar a saúde global de suas respectivas comunidades.

Estiveram presentes no encontro: Dr. Sergio Timerman; Dra. Ana Paula Quilici; Dr. Francisco Gutierrez, vice-presidente de Medicina e de Ciências da Saúde da Rede Laureate; Michael Bell, vice-presidente executivo do Programa de Emergência Cardiovascular (ECC) da AHA; Jo Haag, diretora de Treinamento Global de Programas de Emergências Cardiológicas da AHA; e Cynthia Sanner, diretora de Educação e Desenvolvimento Global da Produção da AHA.

 Dr. Francisco Gutierres (esq.) e Michael Bell (dir.)
Dr. Francisco Gutierres (esq.) e Michael Bell (dir.)

 

Para o Dr. Timerman, mais que treinamento, este termo de compromisso contribuirá para o desenvolvimento de um ensino voltado para a pesquisa, que é o mote da Universidade. “O nosso trabalho agora é identificar formas para integrar os programas de ECC CPR da AHA no currículo das Escolas de Ciências da Saúde, de forma a fomentar a pesquisa”.

 Alunos das Escolas de Ciências da Saúde estiveram presentes no evento
Alunos das Escolas de Ciências da Saúde estiveram presentes no evento

 

Tal acordo traz para os alunos da Universidade Anhembi Morumbi – única instituição de ensino superior privado no Brasil a ser membro da AHA – a oportunidade de obter uma certificação internacional da maior e mais antiga organização voluntária na área da Saúde, referência mundial em cuidados de doenças cardíacas.