Talento e criatividade movimentam a VII Feira de Inovação

0h00

Empreendedorismo e criatividade aplicados em negócios e serviços das mais variadas áreas. Isso foi o que os visitantes da VII Feira de Inovação, promovida pela Pró-Reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, encontraram nos dias 25 e 26 de maio durante a exposição dos projetos dos alunos da Universidade.

O espaço de convivência do campus Vila Olímpia reuniu 11 estandes, nos quais os discentes puderam apresentar suas ideias e a maneira como elas poderão se tornar realidade no mercado de trabalho.

Em sua sétima edição, o evento trouxe uma nova proposta de apresentação dos projetos, que passou a contar também com a exposição oral dos trabalhos. Para o prof. Marcio da Graça, Pró-Reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, esse modelo “tem por objetivo valorizar ainda mais os trabalhos, proporcionando visibilidade aos temas desenvolvidos e integrando os alunos à proposta de ciência e de pesquisa”.

Além disso, todos os trabalhos passaram a ser expostos em um mesmo local, de forma a aproximar os eventos Feira de Inovação e Encontro Científico e de Iniciação Científica (que aconteceu na mesma semana, no período de 27 a 29 de maio). “Desta forma, foi possível apresentar os projetos de forma profissional, com estandes e infraestrutura para visitação”, completou o prof. Marcio. 

A representante do setor de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, Célia Torres, acredita que a Feira “reflete o investimento da Universidade Anhembi Morumbi em inovação e empreendedorismo, buscando proporcionar aos alunos a experiência que une a prática à teoria, de forma a integrar a vida acadêmica ao mundo dos negócios e colocá-los frente a frente com as adversidades/oportunidades do mundo real”.

Segundo o prof. Luiz Felippe Brandão, da Escola de Comunicação, esta edição da Feira apresentou diferenciais nos projetos selecionados. “Pudemos encontrar variadas propostas e um importante avanço nos planos de negócios. Por isso, todos os alunos que foram selecionados já podem se considerar campeões. Além disso, a participação e o entusiasmo dos discentes na Feira de Inovação deixaram os professores muito felizes e agraciados”, comenta.

 Público prestigia os projetos expostos
Público prestigia os projetos expostos

 

Ao final do evento, foram premiados os três melhores projetos: Sapoti Prazer, Infinito Multimeios e Connection, respectivamente.

Para o idealizador do Sapoti Prazer, Alexandre Pereira da Silva, aluno do 3º semestre de Gastronomia, fazer parte da Feira de Inovação foi uma oportunidade ímpar em sua vida acadêmica. “Durante o curso, entramos em contato com alguns critérios do empreendedorismo, mas ao participar de um evento como este, temos a possibilidade de montar um projeto completo e apresentá-lo ao público”.

O Sapoti Prazer é uma empresa de alimentação para eventos que utilizará ingredientes e pratos exclusivamente brasileiros e substituirá a tradicional figura do chef de cozinha por cozinheiros anônimos de todo o País. “Esta é uma forma de aprender com aquelas pessoas que fazem as tradições permearem geração após geração”, diz.

 Alexandre Pereira da Silva ao lado de sua orientadora, profa. Graziela Milanese
Alexandre Pereira da Silva ao lado de sua orientadora, profa. Graziela Milanese

 

Ele fala, ainda, que o Sapoti Prazer ganhou vida própria há seis meses e conta com a importante parceria do Centro de Pesquisas em Gastronomia Brasileira. “Eu me sinto muito feliz por ver que o talento e o trabalho de todas essas pessoas em preservar a história da alimentação brasileira são reconhecidos pela Universidade Anhembi Morumbi”, conta emocionado.

O próximo passo do aluno será iniciar o trabalho de levantamento de pratos brasileiros e recrutar os seus autores para a equipe do Sapoti Prazer, fazendo com que a empresa se torne realidade.

O mesmo entusiasmo apresentaram os estudantes do 5º semestre de Produção Editorial em Multimeios (conheça a equipe), responsáveis pela Infinito Multimeios, que encontraram na Feira a oportunidade de amadurecerem academicamente e como cidadãos.

Isso porque a Infinito Multimeios, que conta com a parceria do Projeto Social “Coletivo Favela Atitude”, objetiva atender às necessidades de comunicação exclusivas do Terceiro Setor com uma política de preços diferenciada. “Essa política consiste em repassar os custos de produção das peças de comunicação para a ONG que, em contrapartida, se compromete, por meio de contrato, a repassar de 10% a 30% do que for captado de recurso financeiro por períodos que variam de 1 a 3 anos”.

 Criadores da Infinito Multimeios e Profa. Maria José Rosolino
Criadores da Infinito Multimeios e Profa. Maria José Rosolino

 

Os jovens empreendedores ficaram surpresos com a premiação e já pensam em tornar o projeto uma realidade. “Ensaiamos há mais de um ano abrir a Infinitos Multimeios. Achamos que a hora está chegando”, concluem.

Já a aluna Juliana Bonfim, do 3º semestre do curso de Aviação Civil e terceira colocada na Feira de Inovação, a experiência proporcionou a oportunidade de aprender todas as etapas de criação e homologação de uma empresa aérea.

Seu projeto, a Connection, procura atender a passageiros que precisam se locomover entre aeroportos da mesma cidade no menor espaço de tempo possível. “A Connection operará entre os aeroportos de Congonhas, Cumbica, Marte e Viracopos, transportando passageiros e cargas, de modo que a população que atualmente utiliza serviços terrestres para transitar entre esses aeroportos passem a desfrutar de um novo serviço”, explica a aluna.

 Juliana Bonfim e seu orientador, prof. Luiz Negro
Juliana Bonfim e seu orientador, prof. Luiz Negro

 

A estudante, que tem planos de abrir a empresa ou vender o projeto a empresários interessados, agradece ao professor-orientador Luiz Negro por acompanhá-la no processo de desenvolvimento do trabalho.