Projeto desenvolvido por professores de Rádio e TV é premiado no DocTV, iniciativa do Ministério da Cultura

0h00

Durante o 16º Gramado Cine Video, em Gramado (RS), foram anunciados os premiados no 4º DocTV, um programa do Ministério da Cultura e parceiros que tem como objetivo regionalizar a produção de documentários, a articulação de um circuito nacional de teledifusão e a criação de ambientes de mercado para o documentário brasileiro. Dentre os vencedores está “Carta Sonora”, projeto coletivo desenvolvido por Suzana Reck Miranda, Mario Cassettari e Cacá Machado, professores do curso de Rádio e TV da Anhembi Morumbi.

Os professores Mario Cassettari, Suzana Reck Miranda e Cacá Machado, autores do projeto "Carta Sonora"
Os professores Mario Cassettari, Suzana Reck Miranda e Cacá Machado, autores do projeto “Carta Sonora”

Na definição dos criadores do trabalho, “Carta Sonora” é um documentário que aborda a paisagem sonora de São Paulo em um contexto específico: explora os sons que são interrompidos, modificados e/ou entrecortados pela geografia arquitetônica da cidade.

“Com certeza, a seleção foi fruto da nossa pesquisa séria e da dedicação que tivemos com todos os itens do projeto. Nosso tema foi descrito com um referencial teórico consistente e profundo, de acordo com a comissão julgadora”, dizem Suzana, Mario e Cacá.

Segundo os professores, a proposta do projeto é mais reflexiva do que investigativa, uma vez que o objetivo não é mapear a paisagem sonora da cidade de um modo geral ou analisar a relação do paulistano com seu ambiente sonoro. “O que queremos evidenciar é uma escuta especial, resultante da interação entre o espaço acústico e o espaço físico de uma metrópole e, para tanto, sons e imagens constituirão uma crônica poética sobre as muitas formas de perceber o ambiente acústico de São Paulo”, explicam.

A premiação no DocTV significa um contrato de co-produção no valor de R$ 110 mil para realização do projeto, financiado pelo Ministério da Cultura e pela Fundação Padre Anchieta, e a teledifusão do documentário de cadeia nacional, em horário nobre de programação, por meio da Rede Pública de Televisão.

Para os professores, as reflexões acerca do documentário e suas possibilidades formais foram contempladas neste concurso com a seleção do projeto dentre mais de 650 inscritos em todo o Brasil. “É com enorme satisfação e alegria que iremos realizar esse documentário. Para nós, será uma oportunidade de realizar um documentário que, além da imagem, destaca um elemento essencial no discurso audiovisual, que é o som”, afirmam.

E para a concretização da obra, a Universidade Anhembi Morumbi teve grande influência no resultado apresentado, já que foi na sala dos professores que o projeto nasceu, fruto das indagações vividas pelos docentes cotidianamente em sala de aula. “Temos a certeza de que a Instituição continuará a apoiar a empreitada, principalmente porque este projeto não termina com a exibição do filme. Ao contrário, por causa da nossa ótima colocação, o compromisso com futuras versões do programa DocTV é mantido”, concluem Suzana, Mario e Cacá.

A próxima etapa na realização do “Carta Sonora” será a participação dos professores nas Oficinas para Desenvolvimento do Projeto, realizas em Brasília, com a supervisão de documentaristas e pesquisadores renomados como Eduardo Escorel e Jean-Claude Bernardet, entre outros.