Profa. Sandra Valenzuela, dos cursos de Produção Editorial e Publicidade e Propaganda, é tradutora de importantes livros de Gastronomia

0h00

A profa. Sandra Valenzuela, dos cursos de Produção Editorial e Publicidade e Propaganda, é a tradutora dos livros A cozinha do pensamento e Léxico científico-gastronômico: as chaves para entender a cozinha de hoje.

Para ela, uma boa tradução significa trazer ao público a oportunidade de conhecer o conteúdo de uma obra de língua estrangeira, mantendo, no entanto, o ritmo, a cadência e o tipo de linguagem utilizada originalmente pelo autor. “Uma tradução deve ser precisa, o que exige não só o conhecimento da língua estrangeira, mas também o domínio pleno do vernáculo, as nuances como figuras de linguagem, sinonímia, níveis de linguagem, entre outros”, comenta. “No caso de traduções técnicas, adiciona-se a questão da terminologia e o uso consagrado, adequação ao público e padronização a ser adotada pela obra e pela casa editora”, finaliza.

A COZINHA DO PENSAMENTO
Escrito por Josep Muñoz Redon, a obra original recebeu o Prêmio Sent Soví 2004 de Literatura Gastronômica na Espanha.

 Capa do premiado livro de Josep Muñoz Redon
Capa do premiado livro de Josep Muñoz Redon

 

O livro procura desvendar, de maneira divertida, o que os grandes filósofos da história da humanidade comiam, de que forma faziam suas refeições, como preparavam seus alimentos e como a gastronomia influenciou a sua filosofia. O autor baseia-se tanto na biografia de seus personagens reais como em seus escritos para imaginar a alimentação dessas pessoas – em todos os seus aspectos, como os hábitos, os condimentos, os pratos, as companhias –, entremeando com algumas receitas.

A profa. Sandra conta que durante o processo de tradução do livro, um dos grandes desafios foi a terminologia de duas áreas diferentes (Filosofia e Gastronomia), aliada ao aspecto literário.

LÉXICO CIENTÍFICO-GASTRONÔMICO: AS CHAVES PARA ENTENDER A COZINHA DE HOJE
Elaborado a partir das pesquisas feitas pela Alicia – fundação de pesquisa científica na área de gastronomia, localizada na Catalunha – e o elBullitaller – laboratório culinário ligado ao restaurante elBulli, do catalão Ferran Adrià –, o livro se tornou uma importante ferramenta que aproxima os cozinheiros e amantes da cozinha aos termos que ajudam a compreender a natureza dos alimentos, explicando os motivos pelos quais se produzem as reações culinárias.

Capa do conceituado livro gastronômico
Capa do conceituado livro gastronômico

 

Trata-se de uma obra indispensável para aqueles que estudam gastronomia, pois nele os conceitos científicos e alimentares, os equipamentos, os processos físicos e químicos e outros termos que pareciam indecifráveis foram transformados, na medida do possível, em uma “linguagem terrena”, como define Alex Atala na apresentação à edição brasileira.

“É uma honra ter sido convidada pela Editora Senac São Paulo para participar deste importante projeto de divulgação da obra de Ferran Adrià e suas experiências em elBullitaller, contando com a apresentação de Alex Atala, um nome consagrado da Gastronomia do Brasil”, revela a tradutora.