Produtor do vinho Periquita faz palestra e degustação para alunos da Anhembi Morumbi

0h00

Os alunos dos cursos de Gastronomia e Tecnologia em Bebidas assistiram à palestra ministrada pelo enólogo Domingos Soares Franco, vice-diretor da Vinícola Portuguesa José Maria da Fonseca, produtora do famoso vinho Periquita. Ele, que veio ao Brasil para divulgar pessoalmente a safra 2005 do vinho, marcou presença na Universidade Anhembi Morumbi ao ministrar uma aula com degustação, ensinando como apreciar e conhecer a bebida.

O enólogo iniciou a palestra contando um pouco sobre a vinícola administrada pela sua família desde 1850, quando foi feita a primeira safra do vinho. Pertencente à 6ª geração que administra a empresa, Franco acompanhou as evoluções tecnológicas mais significativas no feitio do vinho. A última sede da vinícola, por exemplo, foi construída em três anos, resultando em um investimento de 15 milhões de dólares. Embora tenha área equivalente a um estádio de futebol, é operada por apenas dez pessoas quando está no ápice de sua produção.

 O enólogo e produtor Domingos Soares Franco ao lado do vinho produzido por sua vinícola
O enólogo e produtor Domingos Soares Franco ao lado do vinho produzido por sua vinícola

“Somos um dos líderes mundiais porque estamos constantemente evoluindo a marca, tanto o visual dos rótulos quanto os vinhos. Isso acontece por meio das inúmeras viagens que faço pelo mundo, sempre buscando o aprimoramento para o nosso principal produto”, afirma Domingos.

Ele também falou sobre as variedades de uvas originárias de Portugal e as combinações perfeitas para cada tipo de vinho. Atualmente, são vendidos 3,5 milhões de litros do vinho Periquita no mundo. No Brasil, é o vinho europeu mais vendido. “Acredito que o sucesso do vinho aqui no País é devido à sua combinação perfeita com a comida brasileira. De um modo geral também se deve à excelente distribuição que temos do vinho no País”, diz o enólogo.

 A coordenadora do curso de Tecnologia em Bebidas, Susana Jhun, serviu as taças com os diferentes tipos do vinho Periquita
A coordenadora do curso de Tecnologia em Bebidas, Susana Jhun, serviu as taças com os diferentes tipos do vinho Periquita

Após a apresentação, os alunos participaram da degustação de vinhos do tipo tinto, branco, seco e suave. O enólogo explicou alguns dos passos para diagnosticar as sensações que o vinho desperta no paladar e no olfato. Para degustar a bebida é preciso antes de tudo sentir o seu aroma, respirando por cima da taça a fim de sentir os seus odores. Ele recomenda que não cheire mais do que três vezes antes de beber, pois isso cansa o olfato e dificulta na degustação de outros tipos de vinhos.

Após isso, deve-se tomar um pouco do vinho deixando-o, no mínimo, por 30 segundos na boca antes de engolir. É preciso sentir todas as sensações da bebida na língua, levando em conta as áreas gustativas da língua. A ponta da língua capta o gosto doce; as laterais na parte da frente o gosto salgado; na parte central mais próximo à garganta, sente-se o gosto amargo e o ácido é sentido nas laterais da língua. Para passar para o próximo vinho, o degustador deve lavar a boca com água mineral e repetir todo o processo.

 Os alunos seguiram as instruções do enólogo para fazer a degustação
Os alunos seguiram as instruções do enólogo para fazer a degustação

Após a degustação, os alunos puderam tirar suas dúvidas e aprender mais sobre a bebida. Para a coordenadora do curso de Tecnologia em Bebidas, Susana Jhun, essa foi uma oportunidade ímpar para os alunos conhecerem de perto o funcionamento de uma grande vinícola. “Para a Universidade é uma honra receber o Domingos, que é produtor de um vinho extremamente conhecido no mercado brasileiro e mundial”.