Prato do Dia recebe chef Ana Luiza Trajano

0h00

O Centro de Gastronomia promoveu, em 10 de abril de 2008, mais um Prato do Dia, uma série de palestras com profissionais de destaque da gastronomia. A convidada dessa edição foi Ana Luiza Trajano, conceituada chef executiva e proprietária do restaurante Brasil a Gosto, considerado o melhor da cozinha brasileira pela Revista Veja São Paulo por duas vezes consecutivas e vencedor do prêmio Gula 2007.

Durante o encontro, os alunos puderam conhecer a trajetória da chef e escutar as histórias sobre sua viagem pelo Brasil, na qual saboreou cerca de 300 receitas e conheceu um pouco mais sobre a cultura que existe por trás de cada prato.

Ana lamentou que a gastronomia brasileira ainda esteja nas mãos de nossas mães e avós e que os processos artesanais não sejam mais passados para as gerações de hoje, pois os filhos não têm interesse em aprender esses métodos de produção.

Por esse motivo, ela decidiu fazer uma viagem pelo País, a fim de conhecer pessoas, costumes, sentir como os pratos são preparados e servidos, resgatando essa tradição tipicamente brasileira. “Por trás de cada prato há uma cultura, até mesmo na hora de servir. Há lugares em que as crianças são as primeiras, em outros são os homens. E nenhum desses detalhes deve ser ignorado para no momento de elaborar um prato”, ressaltou.

"Gastronomia não é só o prato, mas toda cultura que está por trás dele" - Ana Luiza Trajano
“Gastronomia não é só o prato, mas toda cultura que está por trás dele” – Ana Luiza Trajano

 

A chef apresentou alguns vídeos e fotos do projeto Saberes do Brasil, uma idéia nacionalista e inovadora, que procura desvendar os aspectos essenciais da cultura brasileira relacionada à gastronomia, costumes e música. Trata-se de imagens e depoimentos de grandes nomes locais e de pessoas anônimas, que cultivam a cultura brasileira.

Ana explicou aos alunos que existem algumas premissas para se tornar um profissional de destaque, como: saber reconhecer que os desafios podem se tornar oportunidades de crescimento; procurar fazer o melhor a cada dia, sem ter a prepotência de achar que atingiu a perfeição; merecer o sucesso, correndo atrás dele diariamente e possuir capacidade de transformar os sonhos em realidade. “Além disso, precisamos usar a criatividade, porque o mercado exige profissionais inovadores”, destacou.

Após a explanação, a chef convidou a gerente do Brasil a Gosto, Luciana Chedid, para falar um pouco de sua história para os estudantes.

Luciana contou que começou como garçonete num grande hotel de bandeira americana. Em pouco tempo passou para o cargo de hostess e assim foi galgando sua carreira. Hoje, ela é a gerente de um dos melhores restaurantes de São Paulo.

Para Luciana Chedid, o grande diferencial do Brasil a Gosto está no atendimento
Para Luciana Chedid, o grande diferencial do Brasil a Gosto está no atendimento

 

A gerente disse que gostar do que faz e não desistir é fator fundamental para se atingir a satisfação e sucesso profissional. “A paixão é o ingrediente inicial. Temos que gostar da hospitalidade, de receber e ter orgulho em servir. E esse espírito de servir sonhos e emoções precisa de uma pitada de humildade, persistência e determinação”, ressaltou.

Parceria
O Brasil a Gosto firmou um convênio com o Centro de Gastronomia, captando estagiários e ensinando-os técnicas, valores e tradições da gastronomia e cultura brasileiras.

A aluna Carolina Villaça Didio, do 3º semestre de gastronomia, é uma das estagiárias do restaurante. Ela contou que está aprendendo bastante com a oportunidade. “Trabalhando no Brasil a Gosto a gente conhece um pouco de cada área de um restaurante, o que nos incentiva a correr atrás de nossos ideais”.

Carolina foi bastante elogiada por Ana, que reconheceu na estudante uma excelente pessoa. “Ela já é muito querida no restaurante, mostrando como um profissional deve agir, pois tem uma postura e conduta exemplares, sobretudo a humildade, essencial para aqueles que querem aprender e crescer”, disse satisfeita.

Já Hudson Teubner, aluno do 2º semestre de gastronomia, viu na palestra uma oportunidade de aprender e dar valor à cultura brasileira. “Se nós não valorizarmos a nossa comida, vamos sempre produzir pratos franceses, italianos. Dessa forma, acabaremos por perder nossas raízes”, refletiu.

Da esquerda para direita: profa. Vivian Feldman, profa. Rosa Moraes, Ana Luiza Trajano, Luciana Chedid e prof. Francisco Rebelo
Da esquerda para direita: profa. Vivian Feldman, profa. Rosa Moraes, Ana Luiza Trajano, Luciana Chedid e prof. Francisco Rebelo

 

Rosa Moraes, diretora da Escola de Turismo e Hospitalidade da Anhembi Morumbi, disse que a palestra foi um sucesso, sobretudo pelo valor que a chef agregou aos alunos. “É importante trazer pessoas de destaque na área, para que os estudantes ouçam desses profissionais as exigências do mercado de trabalho. É fundamental que eles tenham contato com essas profissionais, afinal são eles que irão empregá-los”, finalizou.