Poesia, Beleza, Moda, Design e Paixão pelo empreender encantam os presentes no 4° dia da Anhembi Morumbi no SPFW

0h00

Acesse aqui o hotsite oficial da Anhembi Morumbi no SPFW – Verão 2010.

A paixão está no ar na edição Verão 2010 da São Paulo Fashion Week. E a Universidade Anhembi Morumbi entrou no clima apaixonante do maior evento de moda do País com palestras e bate-papos sobre Moda e Design, Beleza e Auto-estima, Empreendedorismo e Sutentabilidade e a Beleza da Poesia.

No lounge da Anhembi Morumbi, a abertura do 4° dia do evento ficou por conta do debate entre a relação Design e Moda, conduzido pelos professores da Universidade, Anibal Folco, Geraldo Lima e Káthia Castilho.

Eles abordaram o contexto histórico dessa relação e a importância da atividade estética existente em diversas áreas, cuja preocupação principal é a organização, o equilíbrio e a harmonização da forma para atender às necessidades do cotidiano. “Na moda, o corpo é tratado como suporte para a arte, assim como outros elementos servem como suporte em outras áreas”, afirmou a profa. Káthia.

Os professores Aníbal, Káthia e Geraldo debateram sobre a relação Design e Moda
Os professores Aníbal, Káthia e Geraldo debateram sobre a relação Design e Moda

Já para o prof. Geraldo, o design vai até onde o homem desejar, porque o design é o homem, é a representação de sua essência. “A criatividade não tem limite, porque ela pode ser trabalhada de diversas maneiras, uma vez que as áreas se conversam”, comentou.

Durante a apresentação, o prof. Aníbal também abordou seu trabalho desenvolvido junto ao estilista e coordenador de Design de Moda da Anhembi Morumbi, Mario Querioz, para a estamparia da coleção Inverno 2009 do último SPFW do estilista. Para ele, nesse processo de desenvolvimento da estamparia, “o design gráfico se encontrou com a moda, porque foi preciso pensar na trama do tecido e realizar todo um estudo sobre como a arte se encaixaria nessa rede de fios. Para mim, foi diferente de apenas pensar no desenvolvimento gráfico do desenho em si”.

A beleza interior exteriorizada

Apaixone-se por você mesmo. Sob esse tema, os professores da Anhembi Morumbi, Ana Maria Rosenzvaig, Geraldo Possen Doro, Michelly Eggert Paschuino e Ricardo Prado abordaram a questão da beleza e da auto-estima para a realização pessoal do ser humano.

Após a apresentação de um vídeo sobre os excessos da busca pela beleza exterior, diversos questionamentos foram colocados à discussão, como: O que nos torna único e original? Qual é nosso diferencial e nossa essência? Até que ponto você vai além de seu limite para que os outros gostem de você?

Vídeo apresentado sobre os excessos da busca pela beleza exterior
Vídeo apresentado sobre os excessos da busca pela beleza exterior

A profa. Ana Maria Rosenzvaig explicou que o ser humano se constitui a partir das diferenças e semelhanças que encontra no outro, mas ressaltou que o importante é descobrir quem realmente somos, porque essa beleza interior será exteriorizada. 

Nesta linha de pensamento, a profa. Michelly Eggert Paschuino complementou: “O principal é valorizar a si próprio, utilizando os métodos estéticos com o objetivo de que você se goste mais, e não pensando no que os outros vão achar. É na diferença que encontramos o verdadeiro encantamento. Então, o grande problema não está na busca por aquilo que me faça feliz comigo mesma e contribua para minha auto-estima, mas sim, na busca por algo que está fora de meus padrões e, até mesmo, de minha estrutura física para que possa agradar aos outros”.

A auto-estima no meio esportivo e da moda também foi colocado em pauta. De acordo com o prof. Ricardo Prado, muitos esportistas agem como campeões, alguns realmente são e outros apenas aparentam, mas o importante é o que isto significa para cada um deles.

Professores Geraldo, Ana Maria, Ricardo e Michelley falaram sobre beleza e auto-estima
Professores Geraldo, Ana Maria, Ricardo e Michelley falaram sobre beleza e auto-estima

Já o prof. Geraldo Possen Doro, falou sobre o perigo das modelos hipervalorizarem a estética no mundo da moda. “Quando uma modelo entre no palco para um desfile, ela é moda. Mas quando desce, ela é uma pessoa, um ser humano, que precisa ter uma vida normal, com família, amigos e namorado, sem se preocupar ao extremo com a exigência estética do meio”, afirmou. Ele ainda explicou que a base da auto-estima está relacionada ao indivíduo se sentir amado pelas pessoas que lhe são mais queridas e ter experimentado tudo aquilo que quis para obter uma vida feliz.

Empreendedorismo e sustentabilidade

Com uma aparência séria, conduzida pelo sotaque do interior, o professor da Escola de Negócios e Direito e da Graduação Executiva da Anhembi Morumbi, Amaury Soares Vieira Júnior, quebrou o gelo e conquistou a plateia presente no lounge da Universidade com seu jeito carismático e brincalhão.

 Para o prof. Amaury, as pessoas devem fazer sempre o seu melhor
Para o prof. Amaury, as pessoas devem fazer sempre o seu melhor

Os temas Empreendedorismo e Sustentabilidade foram abordados de forma clara e prática, o que levou as pessoas refletirem sobre a sua atuação profissional no cenário contemporâneo. De acordo com o prof. Amaury, empreendedor é aquela pessoa apaixonada por suas ideias e sonhos e “ralam” para realizá-los.

Além disso, reforçou a importância destes indivíduos saberem se comunicar de forma clara e, também, visual. “As pessoas se convencem mais pelo visual, do que pela fala. Então, para que o empreendedor consiga trazer sua equipe consigo, é necessário que ele dê o exemplo”, afirmou. O professor também ressaltou a importância de as pessoas se preocuparem com a sustentabilidade do planeta, porque nosso território é o que temos de melhor.

Para encerrar sua apresentação, o prof. Amaury deixou uma mensagem para reflexão: “Não importa o que você esteja fazendo, faça sempre o melhor possível e com paixão, porque assim você alcançará a alegria e o sucesso próprio”.

Poéticas da paixão

O encerramento do quarto dia da Anhembi Morumbi no SPFW foi conduzido pelos versos apaixonantes de Haroldo de Campos e Cecília Meireles, apresentados pelas ex-alunas de Produção Editorial, Iara Vasconcelos e Camile Mendrot.

Iara traçou um breve histórico sobre o poeta Haroldo de Campos e sua relação íntima com a poesia concreta, o movimento literário surgido nos anos 50, que colocou a poesia brasileira no cenário internacional. “A poesia concreta reúne a palavra, o som e a imagem em um único contexto que seduz e atrai a atenção do leitor. E Haroldo de Campos é um dos grandes escritores campo. Sua história representa toda a paixão pela vida, pelo conhecimento e pela poesia que ele possuía”, afirmou.

Iara Vasconcelos abordou a poesia concreta de Haroldo de Campos
Iara Vasconcelos abordou a poesia concreta de Haroldo de Campos

Já a poesia infantil de Cecília Meireles foi o tema da apresentação realizada por Camile. A partir do poema “O colar de Carolina”, a ex-aluna demonstrou como a poesia transmite tudo que se passa no imaginário infantil e como é capaz de trazer o público adulto de volta à infância. “A poesia revela o conteúdo humano ao tratar das emoções e possibilita aproximação entre o universo infantil e o adulto, ao trazer à tona aquela criança que existe dentro de cada um de nós. Afinal, a poesia não representa, ela é!”, ressaltou.

Camile Mendrot fez a todos voltarem a ser crianças por meio da poesia de Cecília Meireles
Camile Mendrot fez a todos voltarem a ser crianças por meio da poesia de Cecília Meireles

Para a profa. Maria José Rosolino, coordenadora de Produção Editorial, a poesia foi trazida ao lounge da Anhembi Morumbi como forma de retratar a paixão que as ex-alunas possuem pelo conhecimento desta produção literária. “A poesia emociona não só pela leitura, mas também pela observação. Por isso, para mim é um orgulho apresentar o trabalho desenvolvido por nossas alunas (Iara e Camile) no campo do estudo da poesia”, concluiu.

Profa. Maria José (ao centro) sentiu-se orgulhosa com a apresentação das ex-alunas
Profa. Maria José (ao centro) sentiu-se orgulhosa com a apresentação das ex-alunas