“Não é só na sala de aula que se aprende, é vivendo.”

16h00

Bruna Gusmão, ex-aluna de Cinema e Audiovisual.

“Destemida” foi a palavra que Bruna Gusmão, 23 anos, escolheu para descrever sua personalidade. E foi com essa determinação que montou sessões de cinema nas ruas de uma das comunidades mais pobres de Trujillo, no Peru.

Formada em 2017, a ex-aluna conta que ainda durante a sua graduação decidiu vivenciar uma experiência internacional pelo programa Voluntário Global, da AISEC – organização que recruta estudantes do mundo inteiro para trabalhos voluntários em sua área de interesse. “Fiz uma entrevista com a organização, falando sobre o meu curso e as minhas habilidades e fui trabalhar por 3 meses para fazer registros fotográficos e vídeos das atividades da ONG Rasa Joven, na comunidade AA HH Clementina”.

Sua experiência no Peru foi validada como estágio, já que para finalizar seu programa de voluntariado, precisava entregar um projeto que pudesse contribuir para os moradores locais. “Foi então que pensei em fazer sessões de cinema para as crianças, que nunca tiveram uma oportunidade como essa. O desafio era que na comunidade não havia energia elétrica, então, juntamos todos os voluntários e puxamos eletricidade de um dos pontos da cidade, com diversos extensores, e pudemos realizar a nossa atividade”, conta.

Bruna conta ainda que a sessão era apenas para as crianças, que foram recebidas com chicha morada (bebida típica da região) e pipoca. “Para nossa surpresa, não foram só as crianças que foram ao local. Todos ficaram tão empolgados, que pudemos ver famílias inteiras participando da ação”.

O projeto da nossa ex-aluna deu tão certo que acontece até hoje. Os voluntários que vieram a seguir, ajudaram para deixar as sessões de cinema ainda melhores e hoje os moradores de Clementina podem curtir bons filmes sob o abrigo de uma tenda.