Ink Editora recebe o 1º lugar no Prêmio Tatu 2009

0h00

Em meio a três produtos de vertentes completamente distintas, a 4ª edição do Prêmio Tatu foi marcada pela análise minuciosa dos jurados, que acabaram escolhendo como primeiro lugar do concurso a novela gráfica O mito grego na sociedade atual, desenvolvido pela Ink Editora.

 Alunos da Ink Editora ganham o 1º lugar do Prêmio Tatu
Alunos da Ink Editora ganham o 1º lugar do Prêmio Tatu

Composto por Marcelo Levy, diretor comercial da Companhia das Letras; Maria Conceição Azevedo, consultora no Brasil do Instituto de Formação Avançada de Executivos (IFAE), na Angola; Pétula Lemos, sócia-diretora da JUJUBA Editorial; e Vagner Vizioli, sócio-diretor da Ícone Comunicação Ltda., o júri da premiação demorou mais de uma hora para decidir entre as três colocações. Para a coordenadora do curso de Produção Editorial, Maria José Rosolino, a demora demonstra a qualidade dos três produtos, que, para ela, estão prontos para o mercado editorial.

Segundo a coordenadora, os trabalhos participantes do prêmio são selecionados a partir das notas obtidas nas bancas pedagógicas, realizadas para avaliação do produto desenvolvido pelos alunos. “As notas da banca é que indicam os finalistas e as diferenças entre elas é de décimos”, completa Maria José, que se sente muito honrada pelos resultados apresentados. “É o momento no qual renovo as esperanças e acredito que vale a pena ser professora. Além disso, é um momento de orgulho para mim e para todos os professores, uma vez que o curso de Produção Editorial tem desenvolvido muitos projetos ao mesmo tempo em que utiliza poucos recursos”, completa.

Em segundo e terceiro lugares ficaram, respectivamente, os produtos “A polifonia da Baixo Augusta – as vozes das tribos urbanas na pós-modernidade”, desenvolvido pela Querosene Editora, e “Educação ambiental para crianças – A preservação da flora”, da Editora Harmonia.

 Alunos da Editora Querosene retratam as tribos urbanas da pós-modernidade
Alunos da Editora Querosene retratam as tribos urbanas da pós-modernidade

Para finalizar, Maria José explica que a apresentação dos projetos na premiação é mais sucinta do que na banca pedagógica. Por esse motivo, os alunos componentes dos grupos selecionados têm o cuidado de repensar a apresentação oral. “Eles se preparam muito para isso, ensaiam os discursos, colocam as vestimentas mais adequadas para a ocasião e, ainda, tem que pensar na apresentação, porque os 40 minutos utilizados para a banca pedagógica têm que se transformar em 20 minutos para o júri do prêmio”.

 Com o foco voltado às crianças, as alunas da Editora Harmonia desenvolveram um produto pensando na preservação da flora
Com o foco voltado às crianças, as alunas da Editora Harmonia desenvolveram um produto pensando na preservação da flora