Estilista Sakina M’Sa realiza palestra e workshop para alunos de Moda

0h00

Aclamada internacionalmente por seu trabalho junto a sociedades carentes, a estilista sul-africana radicada na França Sakina M’Sa está no Brasil realizando um novo trabalho que será exposto na edição de Verão do São Paulo Fashion Week, em julho.

Com apoio da Universidade Anhembi Morumbi, além da participação na semana de moda, ela realizou uma palestra na tarde do dia 01 de junho, no campus Morumbi, contando a sua trajetória profissional e as principais vertentes do seu trabalho. Em sua visita ao Brasil, Sakina está realizando um trabalho junto ao Movimento Comunitário Estrela Nova, no bairro Campo Limpo, onde conta com o auxílio de dez costureiras locais na realização de peças para a exposição e está implantando um novo método de trabalho criativo com as mesmas, a fim de qualificá-las para a alta costura.

 Muito simpática, a estilista Sakina M
Muito simpática, a estilista Sakina M’Sa contou a sua trajetória no mundo da moda para os alunos e professores da Universidade

A estilista contou que na França, onde mantém esse trabalho há alguns anos, já realizou trabalhos surpreendentes e que isso influencia diretamente no processo criativo de suas coleções. Para ela, é preciso mudar a visão em relação à moda. “A moda não se limita ao tamanho da saia da Cláudia Schiffer”, brincou, mencionando os valores dados a questões que fogem da concepção de moda enquanto arte e criação. Sakina afirmou também que, diferentemente do que se pode pensar, a moda não é levada para a periferia, mas sim o inverso. “Eu trabalho com comunidades carentes ensinando moda e aprendo muito com todos eles. É ali que nasce a moda de verdade”.

 A Estilista Sakina M
A Estilista Sakina M’Sa foi acompanhada por Beatrix Overmeer, coordenadora estratégica; e Renata Piemonte Ribeiro, coordenadora técnica, da ONG Movimento Comunitário Estrela Nova

“O mercado da alta costura em Paris é muito disputado e também muito exigente. Como é comum utilizar mão de obra estrangeira devido ao baixo custo, existe um padrão que não permite serem qualificado como alta costura as coleções que não são feitas inteiramente lá, por exemplo. Atualmente, trabalho com sete pessoas em meu ateliê na confecção de minhas peças e é preciso reinventar as formas de trabalho para se manter nesse mercado”, disse.

 Os alunos dos cursos de Design de Moda e Negócios da Moda assistiram à palestra no Galpão de Eventos, do campus Morumbi
Os alunos dos cursos de Design de Moda e Negócios da Moda assistiram à palestra no Galpão de Eventos, do campus Morumbi

Com muita simpatia, a estilista abriu a palestra para perguntas de alunos e professores da Universidade, e esclareceu as dúvidas dos presentes. Ela falou sobre o desenvolvimento de uma coleção, a elaboração de um desfile e o trabalho de marketing para a divulgação. “Eu nunca usei como meio de promoção o fato de trabalhar junto a comunidades carentes, não por vergonha disso, mas sim por respeito a todas as mulheres que trabalham comigo. Elas são muito profissionais no que fazem e eu fico feliz ao reconhecê-las dessa forma”.

 O professor Frédéric Petit Demange, da Universidade Anhembi Morumbi, foi o responsável pela tradução da palestra
O professor Frédéric Petit Demange, da Universidade Anhembi Morumbi, foi o responsável pela tradução da palestra

O professor francês da Universidade Anhembi Morumbi, Frédéric Petit Demange, foi o responsável pela tradução da palestra. Sakina foi acompanhada pelas colaboradoras do projeto Ofício Moda, Sílvia Maria Villaça Salgado, departamento comercial; Beatrix Overmeer, coordenadora estratégica; e Renata Piemonte Ribeiro, coordenadora técnica, da ONG na qual a estilista está atuando em São Paulo.

 Sakina falou sobre a nova etapa do projeto já em andamento na Europa e que está implantando no Brasil
Sakina falou sobre a nova etapa do projeto já em andamento na Europa e que está implantando no Brasil

“Este é um importante momento em minha vida. Estar no Brasil e participar do São Paulo Fashion Week são acontecimentos muito relevantes e marcantes para mim. Estou muito feliz por tudo o que está acontecendo”, comemorou a estilista, que também parabenizou a Universidade pelos métodos inovadores de ensino. “A moda como é ensinada aqui representa a realidade. Os alunos estão sendo bem qualificados para atuar no mercado de trabalho”.

Workshop
Entre os dias 02 e 05 de junho, Sakina M’Sa realiza um workshop com alunos do curso de Moda na Universidade. Para a participação, foi solicitado que cada um levasse três peças de roupas brancas para serem trabalhadas. O branco foi escolhido por se tratar de uma cor base, onde quaisquer erros e também os acertos ficam evidentes.

A estilista advertiu durante a palestra: “os alunos que participarem do workshop irão se divertir muito. Espero também realizarmos uma grande troca de conhecimentos durante esses dias de convivência”.

Empolgada pela nova experiência com os alunos, Sakina ressaltou que a possibilidade de trabalhar a paixão do território da vestimenta é o que a inspira. “Estou escrevendo um livro sobre Antropologia da Moda e irei abordar essa experiência brasileira. Na França há uma frieza em relação ao corpo, enquanto no Brasil existe a sensualidade a qualquer preço e sem compromisso. Para mim a moda é exatamente isso: paixão e sedução”.