Computador Vestível Afetivo Co-evolutivo vira jogo de videogame

0h00
Após onze anos de pesquisas e aperfeiçoamentos, a coordenadora do curso de Design Digital, profa. Rachel Zuanon, e o professor dos cursos de Design de Moda e Negócios da Moda, Geraldo Lima, chegaram ao estágio mais avançado do Computador Vestível Afetivo Co-evolutivo: o Biobody Game.

 Os professores Rachel Zuanon e Geraldo Lima desenvolveram o terceiro desdobramento do Computador Vestível Afetivo Co-evolutivo
Os professores Rachel Zuanon e Geraldo Lima desenvolveram o terceiro desdobramento do Computador Vestível Afetivo Co-evolutivo

Esse é o terceiro desdobramento do conceito trabalhado desde 1998 pela coordenadora e resultou em um videogame interativo no qual o estado emocional do jogador influencia em sua jogabilidade. Trata-se de um diálogo entre o videogame e a interface do computador.

Por meio do processamento de sinais neurofisiológicos – como a frequência cardíaca, a variabilidade emocional, o fluxo de oxigênio funcional e sanguíneo – captados por sensores, a roupa do jogador emite cores que determinam o seu estado durante a partida.

 Os sinais azuis representam um estado emocional tranquilo e facilitam a jogabilidade do game
Os sinais azuis representam um estado emocional tranquilo e facilitam a jogabilidade do game

Quando a pessoa está tranquila e relaxada, a roupa do Biobody Game emite a cor azul, ao passo que quando ela está sob uma grande tensão ou estresse, a roupa fica vermelha. Quando o jogador está com os seus sinais dentro dos padrões normais, a roupa fica verde; e quando está desconcentrada ou ansiosa, a roupa fica amarela.

 Quando os sinais são vermelhos, representa um alto grau de tensão no jogador que, por sua vez, receberá vibrações nas costas a fim de relaxar
Quando os sinais são vermelhos, representa um alto grau de tensão no jogador que, por sua vez, receberá vibrações nas costas a fim de relaxar

Quando as cores vermelhas e amarelas são o resultado do estado emocional do jogador, ele recebe vibrações em suas costas a fim de acalmar e ajudar no andamento do jogo. A profa. Rachel Zuanon ressaltou ainda que a alimentação e o sono interferem nos resultados de cada um.

O trabalho pode ser conferido em uma instalação na exposição GamePlay, no Itaú Cultural, até o dia 30 de agosto, onde os visitantes podem jogar gratuitamente e testar o seu controle emocional.

Serviço
Data:
Até o dia 30 de agosto de 2009
Horário: De terça a sexta-feira, das 10h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h
Local: Itau Cultural
Endereço: Av. Paulista, 149