Centro de Simulação e Laboratórios de Saúde conquistam acreditação internacional

13h49

O Centro de Treinamento e Simulação e os Laboratórios de Ciências da Saúde da Anhembi Morumbi receberam em outubro deste ano um selo de acreditação da Associação Brasileira de Simulação na Saúde (Abrassim) e da Associação Latino-americana de Simulação Clínica (Alasic).

Tal conquista representa o reconhecimento nacional e internacional pelo padrão de qualidade para ensino com simulação destes espaços, desenvolvido para a aplicação prática dos conhecimentos adquiridos pelos estudantes de Saúde em sala de aula.

Inaugurado em 2008, o Centro de Treinamento e Simulação em Ciências da Saúde da Anhembi Morumbi é considerado um dos mais modernos da América Latina. Suas instalações contam com a mais alta tecnologia e reproduzem, em cenários extremamente realistas, as variadas situações de atuação do profissional da área.

Para conquistar a certificação, válida até agosto de 2016, a Universidade passou por uma auditoria de suas informações pela Abrassim e pela Alasic, em que foram avaliados critérios como: equipe de trabalho, equipamentos, área física, avaliação e/ou pesquisa, organização e gerenciamento do local.

Modernos softwares e manequins de simulação permitem a prática dos estudantes para que adquiram perfeição em todos os procedimentos.


Centro de Treinamento e Simulação

A Universidade Anhembi Morumbi foi a primeira instituição de ensino superior privada a incluir a simulação em sua metodologia de ensino desde o primeiro semestre. Sendo assim, a estrutura do Centro de Treinamento e Simulação e dos Laboratórios de Saúde é usada por todos os cursos da Escola de Ciências da Saúde, permitindo aprendizado integrados entre as especialidades.

Sua infraestrutura dispõe de computadores com modernos softwares e bonecos, que permitem ao estudante realizar procedimentos de forma virtual e física, simulando toda a rotina de um hospital, com seus leitos e monitores para visualização das condições do paciente. A postura e o desempenho dos estudantes no manejo do paciente e diante de situações críticas são observados pelos docentes por meio de um vidro unidirecional e suas atuações podem ser gravadas para discussão posterior em grupo. Tudo isso realizado com alta previsão para que os estudantes adquiriam suas habilidades na área.

Um dos destaques do Centro de Treinamento e Simulação é o SimMan 3G, um manequim computadorizado programado para simular diversas reações humanas, como choro, convulsões, transpiração e alteração das pupilas. Tais recursos possibilitam aos estudantes manipularem um paciente robô, sem incorrer em erro médico até que atinjam a perfeição nos procedimentos.