Anhembi Morumbi lança projeto Cineclube Universitário e exibe clássicos de cinema em 16mm

10h03

Com o objetivo de familiarizar jovens e adultos com a linguagem cinematográfica, por meio do único polo de projeção de filmes em película 16mm da cidade de São Paulo, a Anhembi Morumbi estenderá gratuitamente o projeto Cineclube Universitário, localizado no Câmpus Centro, à comunidade.

 Mais que uma atividade na grade curricular para os estudantes de Cinema da instituição, o Cineclube também passa, a partir de maio, a ser uma opção de lazer e cultura aos moradores da região da Mooca. “Nossa proposta é apresentar filmes em 16mm de relevância histórica, que normalmente não são vistos no circuito comercial de exibição, mas que possam suscitar questionamentos e reflexões”, explica Vinicius Del Fiol, coordenador do curso de Cinema e Audiovisual da Anhembi Morumbi.

 O primeiro ciclo de filmes de 2013 acontecerá a partir do dia 17 de maio (sexta-feira) e será dedicado ao cinema soviético, com as obras A Balada de um Soldado (1959), Quando Voam as Cegonhas (1957) e O Pai do Soldado (1964). Ao todo, serão três filmes por ciclo, contemplando diferentes gêneros, estéticas e temáticas. Além disso, na primeira projeção de cada mês, um especialista da área debaterá sobre os filmes do ciclo.

O projeto também busca a valorização da cultura nos bairros. “Trata-se de uma oportunidade única de reescrever a história do bairro, que se mistura com as histórias individuais e vivência daqueles que se inserem hoje na região da Mooca bem como outras regiões, uma vez que esperamos que este projeto atraia público de outros lugares da cidade de São Paulo”, completa Del Fiol.

O Cineclube Universitário fica no câmpus Centro da Universidade Anhembi Morumbi, localizado na Rua Dr. Almeida Lima, 1.134, Mooca – São Paulo (SP).

Para assistir gratuitamente a programação, basta levar um documento de identificação com foto (RG ou Carteira de Motorista) e apresentá-lo na portaria do câmpus.

Confira a programação de maio:

17/05 – A Balada de um Soldado (URSS, 1959)

24/05 – Quando Voam as Cegonhas (URSS, 1957)

31/05 – O Pai do Soldado (URSS, 1964)

 Conheça mais sobre os filmes:

 • A Balada de um soldado (URSS, 1959)

Direção: Grigori Tchukhrai

Roteiro: Valentin Ejov

Duração: 92 min / Preto e Branco / Legendado / Censura livre / Drama

Sinopse: Soldado de 19 anos, tendo posto fora de combate dois tanques nazistas, recebe do seu general seis dias de licença. Durante uma difícil viagem, ele encontra uma moça bem jovem à qual se liga, através de várias aventuras, por um grande e pudico amor. Ele a deixa sem saber seu endereço e chega à casa de sua mãe, a quem mal tem tempo de beijar, pois os seis dias já terminaram. Premiada em Cannes, essa obra de delicada sensibilidade, mostra a guerra sob o ponto de vista do soldado russo.

• Quando voam as cegonhas (URSS, 1957)

Direção: Mikheil Kalatozishvili

Roteiro: Viktor Rozov

Duração: 97 min / Preto e branco / Legendado / Censura 12 / Drama

Sinopse: Jovem soviética vê a guerra roubar seu noivo Boris. Casa-se sem amor com um homem que a violentou. Refugiada na Sibéria vive dificuldades, torna-se enfermeira, espera em vão após a vitória, o noivo, que morreu.

• O Pai do Soldado (URSS, 1964)

Direção: Rezo Chkheidze

Roteiro: Suliko Jgenti

Duração: 83 min / Preto e Branco / Legendado / Censura livre / Drama

Sinopse: Em um pequeno vilarejo, o pai de um soldado recebe uma mensagem dizendo que seu filho está hospitalizado e, então, decide visitá-lo no hospital. Ao chegar, descobre que o rapaz teve alta e está de volta ao combate, preocupado com o estado do filho, o velho também se alista para poder procurá-lo.