Alunos e docentes de Gastronomia da Universidade Anhembi Morumbi cozinham no lançamento do Guia Michelin

15h33

A convite da organização do Guia Michelin, estudantes e docentes do curso de Gastronomia da Anhembi Morumbi produziram dois pratos para o jantar de lançamento da publicação francesa, que finca sua bandeira na América Latina pela primeira vez, reconhecendo os melhores restaurantes do Rio de Janeiro e São Paulo.

Sob o comando do professor Luiz Perin, que ministra aulas de Cozinha Regional Brasileira, a equipe da Universidade preparou Picadinho de filé mignon, com farofa de bagaço de castanha-do-pará e banana da terra no melaço de cana; e Moqueca de palmito pupunha com azeite de coentro, leite de castanha-do-pará e pimenta biquinho. Entre os alunos participantes estavam Bárbara Narducci, Cláudia Carvalho, Cristiane Siqueira, Lucas Casanovas, Luciano Henriquez, Henrique Bertolucci, Joana Lopes, Juliana Natori, Natália Maciel, Rafael Miike, Raul Flores e Renan Gattermeyer. Os docentes Dawilson Fontes, Leo Tavares e Luiz Araújo e o líder de laboratório Marcos Souza.

Para Perin, participar do serviço de um evento importante como este é uma grande oportunidade para o aluno conhecer como funciona um buffet na prática. “Na Universidade o aluno tem todos os recursos que precisa. Em um evento, é preciso trabalhar com os recursos disponíveis e efetuar um bom serviço”, afirma. “Além disso, os estudantes puderam ver seus mestres em um ambiente profissional, atuando como chefs”, completa.

Estrelados
O Guia Michelin classifica os restaurantes por estrelas, sendo três, o máximo alcançado. No Brasil, o paulistano D.O.M, do chef Alex Atala, está no topo da lista, com duas estrelas. Recebem uma estrela, 16 restaurantes. Outros 25 ganham o selo Bib Gourmand, que identifica casas com bom custo-benefício. A lista completa possui 145 restaurantes e 48 hotéis.