Aluno formado em Rádio e TV pela Anhembi Morumbi é diretor de longa indicado ao Prêmio de Berlin

12h13

Com a participação de 41 diretores, “Train Station” é o segundo projeto do qual participa Rafael Yoshida, ex-aluno da Universidade Anhembi Morumbi e um dos diretores. O longa foi indicado para o Berlin Independent Film Festival, realizado no final de fevereiro.

Com um perfil único, o filme é feito em 16 países diferentes e o mesmo personagem é representado por diversos atores. Cada diretor é responsável, portanto, pelo roteiro, produção, divulgação, promoção do filme e suporte dentro do seu país de origem.

A produção acabou não sendo premiada, mas para Rafael, a indicação do longa ao prêmio já foi uma vitória. “O cinema brasileiro tem crescido muito e o festival em Berlim é muito representativo. Foi muito bom poder estar lá”, afirma o ex-aluno, que completa: “a Anhembi Morumbi marcou minha trajetória porque passei por um processo de descobrimento. Na Universidade tive o meu primeiro contato com o cinema e descobri minha verdadeira vocação, soube exatamente o que eu queria fazer”.

O filme segue com um único personagem, Brown. Rodado em cidades como São Paulo, Chicago, Dubai, Teerã e Atenas, é possível reconhecer o personagem por causa da roupa, uma referência para o público. Ao longo de sua jornada, ele depara-se com escolhas que desencadeiam diferentes caminhos, dando-nos uma história universal sobre destino e decisões. “Train Station” une culturas e as barreiras linguísticas, lembrando-nos que todos vivemos sob as mesmas condições de vida em um mundo cheio de diversidade, opções e consequências.