Programa de Pós-Graduação em Comunicação Mestrado e Doutorado

Estrutura do Programa

Conhecendo o Programa de Pós-graduação em Comunicação

Endereço: Rua Casa do Ator, 294 – Unidade 5 – 7º andar – Câmpus Vila Olímpia
Telefone: (11) 3847-3037
E-mail: mecomunicacao@anhembi.br

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi (PPGCOM-UAM) é um programa de Pós-Graduação Stricto Sensu completo, que conta com Mestrado e Doutorado. Tem como área de concentração a Comunicação Audiovisual.

Localizado na Unidade 5 do Campus Vila Olímpia da Universidade Anhembi Morumbi, está sediado no Centro de Pesquisa em Comunicação Audiovisual, que conta com a seguinte infra-estrutura:

SALA DE DOCENTES: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no sétimo andar, na Rua Casa do Ator, 294.

SALAS PARA ALUNOS: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no sétimo andar, na Rua Casa do Ator, 294.

SALA DE AULAS: Unidade 7 do Campus Vila Olímpia, Sala 768, na Rua Casa do Ator, 275.

SALA DE REUNIÕES/LABORATÓRIO 538: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, Sala 538, na Rua Casa do Ator, 294
(Sob agendamento).

AUDITÓRIO: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, Sala 501-C, na Rua Casa do Ator, 294 (Sob agendamento).

NÚCLEO DE PESQUISA E DOCUMENTAÇÃO DO PPGCOM-UAM:
Localizado no quinto andar da Unidade 5, na Biblioteca do Campus Vila Olímpia. Criado a partir do edital FAPESP/FAPLivros VI (processo 2009/16264-1) (que visa a atualização do acervo de bibliotecas de IES públicas ou privadas do Estado de São Paulo). O acervo é constituído por mais de mil títulos, e vem sendo continuamente expandido por meio de novas aquisições e doações.

NÚCLEO DE ESTUDOS COLETIVOS DO PPGCOM-UAM: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no sétimo andar, na Rua Casa do Ator, 294.

LABORATÓRIO DE PRODUÇÃO TEXTUAL DO PPGCOM-UAM: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no sétimo andar, na Rua Casa do Ator, 294.

LABORATÓRIO DIGITAL DE ESTUDOS TRANSMÍDIA – TRANSLAB: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no subsolo, na Rua Casa do Ator, 294. (Sob agendamento)

IMAGOLAB – LABORATÓRIO DE ESTUDOS DE IMAGEM: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no subsolo, na Rua Casa do Ator, 294. (Sob agendamento)

VIDEOLAB – LABORATÓRIO DE ESTUDOS DE IMAGEM EM MOVIMENTO: Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no subsolo, na Rua Casa do Ator, 294. (Sob agendamento)

SONORALAB – LABORATÓRIO DE ESTUDOS DE MÍDIAS SONORAS Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no subsolo, na Rua Casa do Ator, 294. (Sob agendamento)

Cooperações e acordos internacionais
O PPGCOM-UAM conta com acordo de Cooperação Científica e Intercâmbio Acadêmico com a Universidade do Algarve, em Portugal, firmado em fevereiro de 2008. Esse acordo vem sendo mantido ativamente com aproveitamento para ambas as IES, com atividades cooperativas que incluem orientação de trabalhos, estágios pós-doutorais e doutorado-sanduíche.

Em 2016, também foi firmado um acordo de cooperação com o Programa de Maestría en Comunicación Transmedia da Universidad EAFIT, Medellín, Colômbia, por meio do docente Vicente Gosciola, que é Docente colaborador externo do referido Programa.

Área do conhecimento:

Grande Área: Comunicação e Informação
Área: Comunicação
Área de Concentração: Comunicação Audiovisual

Linhas de Pesquisa:

  • Análises de Produtos Audiovisuais
  • Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual

Área de Concentração

Área de Concentração: Comunicação Audiovisual

A área de concentração Comunicação Audiovisual delimita e recorta as atividades em ensino e pesquisa do Doutorado em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi. Insere-se, assim, entre as demais competências e características pertinentes à área básica do conhecimento a que o curso se vincula (Comunicação), ao mesmo tempo em que recorta e particulariza o foco das pesquisas e do tipo de formação promovidas por ele: o audiovisual.

Os objetos desta área de concentração são os fenômenos comunicacionais que se dão no âmbito dos meios audiovisuais de comunicação. Ou seja, a área de concentração deste Doutorado, em sua abrangência, circunscreve elementos, efeitos e ações que partilham os universos tecnológicos, sociais e culturais, especificamente naquilo em que estes são atravessados por dispositivos midiáticos da comunicação, voltados para produzir e veicular mensagens configuradas, técnica e expressivamente, em imagens e sons.

Esta área de concentração está caracterizada pelo estudo dos meios de comunicação audiovisuais, resultantes de um determinado momento tecnológico (cinema, televisão, rádio, vídeo, internet, telefones celulares e congêneres) em todos seus aspectos específicos, interrelacionados e multirrelacionados, dando-se relevo ao princípio da configuração do sistema audiovisual das comunicações, no qual se incluem, em paridade, todos os meios tributários da imagem e do som, e agregando-se as preocupações com a produção e os processos pelos quais tais meios audiovisuais operam no campo da cultura e da sociedade.

Disciplinas obrigatórias vinculadas à Área de Concentração

Comunicação Audiovisual e Teorias do Contemporâneo (Para o Mestrado)
Comunicação Audiovisual e Teorias do Contemporâneo II (Para o Doutorado)

Linhas de Pesquisa

Linha 1: Análises de Produtos Audiovisuais. Os objetos desta linha são os produtos audiovisuais (filmes cinematográficos, peças publicitárias audiovisuais, programas de televisão, vídeos, games, sites de internet e congêneres), entendidos como conteúdos configurados em imagem e som, e submetidos aos mais variados tipos de análises (estéticas, poéticas, tecnológicas, históricas, narrativas e outras).

O objetivo desta linha de pesquisa é investigar, estudar e compreender a configuração expressiva do universo audiovisual, tomando por base os produtos que apresentam natureza tributária da associação de imagem e som, debatendo, discutindo e compreendendo, através do estudo de formas, experiências estéticas e modalidades de estratégias, a inserção de tais produtos na comunicação audiovisual. A opção pelas análises aplicadas ao estudo dos produtos audiovisuais permite que as pesquisas dos docentes e discentes, que integram esta linha, se situem e se movimentem dentro do universo de reconhecimento dos modos e formas de expressão que configuram esse tipo específico de comunicação.

Disciplinas eletivas vinculadas à Linha 1:

  • Análise das formas nos meios audiovisuais da comunicação
  • Estética dos meios audiovisuais
  • Formas seriadas nos meios audiovisuais
  • Experimentação, invenção e vanguarda no audiovisual
  • Metodologias de análises em imagem e som
  • Modos narrativos audiovisuais nas mídias
  • Teorias do cinema e práticas de análise fílmica
  • Estudos analíticos de televisão
  • Tópicos especiais para análises de produtos audiovisuais.

 

Linha 2: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
Os objetos desta linha são os processos midiáticos situados no âmbito de suas relações com a dinâmica da cultura audiovisual.

O objetivo desta linha de pesquisa é investigar, estudar e compreender as relações específicas que os processos sucedidos no campo das mídias estabelecem com a cultura audiovisual. As pesquisas dos docentes e discentes que integram esta linha se fazem no universo das ocorrências de midiatizações, enfocado, em especial, quando processos midiáticos interferem na cultura configurada pela imagem e som, permitindo, assim, que sejam estudados fenômenos culturais midiatizados que ocorrem no campo da comunicação audiovisual.

Disciplinas eletivas vinculadas à Linha 2:

  • Conceitos culturais do pop nos meios de comunicação massivos
  • Cultura audiovisual e identidades
  • Efeitos das tecnologias da comunicação
  • História e mídias audiovisuais
  • Metodologias contemporâneas na interface história, memória e audiovisual
  • Opinião e enunciado no contexto das organizações e suas mensagens audiovisuais
  • A crítica como produção e prática cultural
  • Tecnologias da comunicação e sociabilidades
  • Tópicos especiais para processos midiáticos na cultura audiovisual

Sistema de creditação do Mestrado:

Durante o período em que estiver matriculado, o aluno do Mestrado deverá cursar:

  • 1 (uma) disciplina obrigatória, ligada à área de concentração do programa: 4 créditos
  • 1 (uma) disciplina optativa na linha de pesquisa à qual está vinculada seu projeto: 4 créditos
  • 2 (duas) disciplinas optativas eletivas de livre escolha: 8 créditos

Total de créditos em disciplinas: 16 créditos

Os demais créditos serão atribuídos a critério dos orientadores, em função de cursos, seminários e outras atividades programadas, ministradas por docentes do Mestrado e professores convidados: 14 créditos.

Depois de cumpridos todos os créditos em disciplinas e atividades programadas, o aluno realizará o exame de qualificação e a redação/defesa da Dissertação de Mestrado: 20 créditos

Total de créditos do curso: 50
Total de horas: 750
Duração: 24 meses

Sistema de creditação do Doutorado:

Durante o período em que estiver matriculado, o aluno deverá cursar:

  • 1 (uma) disciplina obrigatória, ligada à área de concentração do programa: 4 créditos
  • 2 (duas) disciplinas optativas na linha de pesquisa à qual está vinculada seu projeto: 4 créditos
  • 2 (duas) disciplinas optativas eletivas de livre escolha: 8 créditos

Total de créditos em disciplinas: 20 créditos

Demais créditos serão atribuídos, a critério dos orientadores, em função de cursos, seminários e outras atividades programadas, ministradas por docentes do Mestrado e professores convidados: 14 créditos.

Depois de cumpridos todos os créditos em disciplinas e atividades programadas, o aluno realizará o exame de qualificação e a redação/defesa da Tese de Doutorado: 30 créditos

Total de créditos do curso: 66
Total de horas: 990
Duração: 48 meses

Objetivos do Programa

1) Formar e capacitar pesquisadores, professores e profissionais aptos ao manejo das questões relativas à inserção do eixo de comunicação audiovisual no campo dos interesses do pensamento científico.

2) Desenvolver e incentivar as pesquisas, trabalhos, publicações e congêneres que examinem a presença e atuação dos meios de comunicação audiovisual, quer de forma específica na configuração expressiva de seus produtos e processos, quer em sua relação com outros modos comunicacionais e quer ainda em seu impacto sobre as sociedades e culturas audiovisualmente midiatizadas.

3) Fomentar o envolvimento de todos os docentes, discentes e demais participantes dos cursos de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-graduação em Comunicação na produção do conhecimento voltado para a área de concentração pretendida (Comunicação Audiovisual).

4) Incentivar a busca e o uso de premissas, teorias e princípios de outras áreas, tais como Arte, História, Sociologia, Antropologia e demais, nos estudos e pesquisas que se desenvolvem neste Programa, garantindo um caráter científico múltiplo e favorecendo as trocas interdisciplinares no decorrer do curso.

5) Contribuir para o aprimoramento e atualização dos cursos de graduação da Universidade Anhembi Morumbi através de aulas, orientação de Iniciação Científica, participação em TCCs e demais mecanismos de relacionamentos acadêmicos.

6) Promover e realizar cooperações e intercâmbios nacionais e internacionais com outros Programas de Pós-graduação na Área da Comunicação, em especial aqueles voltados para a Comunicação Audiovisual, possibilitando aos docentes e discentes o contínuo aperfeiçoamento, além de atualizações e trocas de informações no campo do ensino e da pesquisa.
Perfil do profissional a ser formado

O Programa de Pós-graduação da Universidade Anhembi Morumbi está preparado para formar profissionais com habilidades acadêmicas e extra-acadêmicas suficientes para se debruçarem sobre os aspectos científicos da comunicação audiovisual, estudando, examinando, produzindo e aplicando metodologias capazes de dar conta do pensamento e dos saberes nessa área específica, e na inter-relação que ela mantém com as demais áreas, dentro do campo da Comunicação e em campos do conhecimento afins.

Os pesquisadores e professores formados pelo curso são capacitados a desenvolver estudos, pesquisas e projetos que envolvam o universo da comunicação audiovisual, no âmbito da produção e dos processos audiovisuais, manejando pressupostos adequados ao envolvimento com os meios de comunicação, com a convergência midiática e com a midiatização da sociedade e da cultura atuais face à disseminação dos avanços e inovações tecnológicos no campo da imagem e do som e seu impacto nas práticas comunicacionais globalizadas.

Perguntas frequentes:

O que é área do Programa? 
É o campo de conhecimento em que o curso está situado. No caso do PPGCOM da Anhembi Morumbi, a Comunicação está entendida como comunicação em larga escala. Não se trata das formas de comunicação interpessoal. A comunicação em larga escala (também chamada de social, porque atinge sociedades e não pessoas isoladamente) é mediada pelos vários meios de comunicação massivos.

O que é área de concentração do Programa? 
É o recorte dentro da área em que se situam as pesquisas feitas por docentes e discentes do Programa. Em consonância com o foco de investigações do PPGCOM da Universidade Anhembi Morumbi, o recorte da sua área de concentração está nos fenômenos comunicacionais essencialmente ligados aos meios audiovisuais de comunicação. Nesse panorama da área de concentração, considera-se o cinema, primordialmente, como matriz de estudos que incluem os demais meios configurados em imagem e som – vídeo, televisão, internet e outros –, dando-se relevo ao princípio da configuração do sistema audiovisual das comunicações, no qual se incluem, em paridade, todos os meios tributários da imagem e do som. Essa ideia geral é desdobrada e enquadrada pelo PPGCOM em duas linhas de pesquisa.

O que são linhas de pesquisa? 
São os desdobramentos da Área de Concentração. Cada linha congrega um conjunto de temas afins, que delimita os campos de interesse e saberes de um grupo de docentes e discentes do programa. O PPGCOM da Anhembi Morumbi tem duas linhas de pesquisa:

Qual o trabalho final do Mestrado Acadêmico?
Ao final do Mestrado, que deve ser cumprido no prazo de 24 meses, o discente pesquisador elabora uma Dissertação, que é um estudo teórico de natureza reflexiva, sobre um determinado objeto, convertido em um tema e situado em uma das linhas de pesquisa do curso.

Qual o trabalho final do Doutorado Acadêmico?
Ao final do Doutorado, que deve ser cumprido no prazo de 48 meses, o discente pesquisador elabora uma Tese, que deve conter sua contribuição inédita para a área de conhecimento em que está situado o Programa.

Coordenação e Corpo Docente

Coordenação

Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa

Laura Loguercio Cánepa é jornalista e pesquisadora de cinema. É Doutora em Multimeios pelo IAR-Unicamp (2008), Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP (2002) e graduada em Jornalismo pela FABICO-UFRGS (1996). Concluiu, em 2014, Pós-Doutorado no Departamento de Cinema, Televisão e Rádio da ECA-USP. Atualmente, atua como Docente e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi. É membro da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (SOCINE). Foi co-editora da Rebeca – Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual, da SOCINE. É líder do Grupo de Pesquisa “Cinema expandido, da estereoscopia ao web footage: novos regimes de visualidade no século XXI”. É membro dos Grupos de Pesquisa “História da Experimentação no Cinema e na Crítica” (USP) e “Estudos do Horror e do Insólito do Audiovisual” (UAM). 

Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8887782644586702
Tel: 55 11 3847-3037
E-mail: llcanepa@anhembi.br

Docentes permanentes

Cicilia Maria Krohling Peruzzo
Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C – CA AC
Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP)
Temas que orienta:  Audiovisual e movimentos sociais; Epistemologia da Comunicação; Comunicação audiovisual comunitária; Audiovisual popular; Comunicação rural.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
E-mail: kperuzzo@uol.com.br
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9161998311900474

Gelson Santana Penha
Doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP)
Temas que orienta: Tecnologias da comunicação; Cinema e novas tecnologias; Cinema de bordas; Jogos eletrônicos; Cibercultura; Cultura pop; Hipermídia; Formas seriadas no audiovisual; Cultura das mídias.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
E-mail: gsansan@gmail.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2975129034302290

Jamer Guterres de Mello
Doutor em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS-RS)
Temas que orienta: Cinema documentário; Documentário televisivo; Cinema experimental; Videoarte; Arqueologia da mídia.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Análises de Produtos Audiovisuais
E-mail: jamermello@gmail.com 
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9707216305631668

Laura Loguercio Cánepa
Doutora em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp-SP)
Temas que orienta: Gêneros cinematográficos e audiovisuais; Cinema contemporâneo; Cinema internacional; Cinema brasileiro; História do estilo cinematográfico.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Análises de Produtos Audiovisuais
E-mail: llcanepa@anhembi.br
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8887782644586702

Luiz Antonio Vadico
Doutor em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Temas que orienta: Gêneros cinematográficos; Religião e audiovisual: História do cinema; Narrativas audiovisuais; Estética do audiovisual.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Análises de Produtos Audiovisuais
E-mail: vadico@gmail.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8801741776669936

Maria Ignês Carlos Magno
Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP)
Temas que orienta: Cultura das mídias; História das tecnologias; Comunicação e sociabilidades; Comunicação e identidades; Crítica e produção cultural.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
E-mail: unsigster@gmail.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1139572756285287

Renato Luiz Pucci Junior
Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 2
Doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).
Temas que orienta: Cinema e televisão pós-modernos; Ficção seriada televisiva; História do cinema e da televisão; Teoria de cinema e televisão.
Linha de Pesquisa em que atua no programa: Análises de Produtos Audiovisuais
E-mail: renato.pucci@gmail.com
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/9685714311770818

Rogério Ferraraz
Doutor em Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
Temas que orienta: Gêneros cinematográficos; Cinema contemporâneo; Cinema internacional; Cinema brasileiro; Narrativas audiovisuais seriadas; Análises de produtos televisivos.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Análises de Produtos Audiovisuais
E-mail: rferraraz@anhembi.br
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7227946196791923

Sheila Schvarzman
Doutora em História Social pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Temas que orienta: História e cinema; História do cinema; História do audiovisual no Brasil; Cinema documentário
Linha de pesquisa em que atua no programa: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
E-mail: sheilas1000@outlook.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9549195212952852

Vicente Gosciola
Doutor em Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
Temas que orienta: Transmídia; Novas mídias; Cinema e tecnologia; Jogos eletrônicos; Cibercultura.
Linha de pesquisa em que atua no programa: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
E-mail: vicente.gosciola@gmail.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5946402698411270

CPG – COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Coordenação:
Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa

Docentes Titulares:
Profa. Dra. Maria Ignês Carlos Magno
Prof. Dr. Rogério Ferraraz
Prof. Dr. Vicente Gosciola

Suplentes:
Prof. Dr. Gelson Santana Penha
Prof. Dr. Renato Luiz Pucci Jr
Profa. Dra. Sheila Schvarzman

Representantes Discentes
Paula Regina da Silva Ferreira (Doutoranda)
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4642739026448272
Orientador: Prof. Dr. Luiz Antonio Vadico

Marília Folgoni Marcussi (Mestranda)
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3681715123820885
Orientadora: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa

Comissão de bolsas
Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
Prof. Dr. Gelson Santana Penha
Prof. Dr. Renato Luiz Pucci Jr
Profa. Dra. Sheila Schvarzman

Pós-Doutorado

CONCLUÍDOS

Bruno Cesar Simões Costa
Período: 2013-2014
Projeto de Pesquisa: O presente no futuro: as valências históricas nas fantasias futurísticas a partir da obra de Philip K. Dick
Agência Financiadora: PNPD/CAPES
Supervisor: Prof. Dr. Gelson Santana Penha
Linha de Pesquisa: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9440881851949222

Jamer Guterres de Mello
Período: 2016-2018
Projeto de Pesquisa: Imagens, telas e projeções: Diálogos entre o cinema e a videoinstalação na obra de Harun Farocki
Agência financiadora: PNPD/CAPES
Supervisora: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
Linha de Pesquisa: Análises de Produtos Audiovisuais
Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9707216305631668

Lúcio De Franciscis dos Reis Piedade
Período: 2011-2014
Projeto de Pesquisa: Representações do grotesco, do horror e da violência nos filmes pornôs brasileiros dos anos 1980
Agência Financiadora: FAPESP
Supervisor: Prof. Dr. Rogério Ferraraz
Linha de Pesquisa: Análises de Produtos Audiovisuais
Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4333942354628642

Sander Cruz Castelo
Período: 2017-2018
Projeto de Pesquisa: Ao maravilhoso: o sagrado e o profano na cinematografia de Terrence Malick
Supervisor: Prof. Dr. Luiz Antonio Vadico
Linha de Pesquisa: Análises de Produtos Audiovisuais
Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9378197915902688

Thiago Pereira Falcão
Período: 2014-2015
Projeto de Pesquisa: Para além das entrelinhas: Interfaces e seu papel mediador nos Jogos Eletrônicos
Agência financiadora: PNPD/CAPES
Supervisor: Prof. Dr. Vicente Gosciola
Linha de Pesquisa: Processos Midiáticos na Cultura Audiovisual
Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9175813568580367

Tiago José Lemos Monteiro 
Período: 2016-2017
Projeto de Pesquisa: O cineasta que veio do mar: autoria e cinema de gênero na obra de Jean Garrett (1947-1996), o artesão da Boca do Lixo
Supervisora: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
Linha de Pesquisa: Análises de Produtos Audiovisuais
Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4954471388974809

Projetos de Pesquisa

Grupos de pesquisa

NARRATIVAS TECNOLÓGICAS
Líder: Prof. Dr. Vicente Gosciola
E-mail: vicente.gosciola@gmail.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5946402698411270

RELIGIÃO E SAGRADO NO CINEMA E NO AUDIOVISUAL
Líder: Prof. Dr. Luiz Antonio Vadico
E-mail: vadico@gmail.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8801741776669936

INOVAÇÕES E RUPTURAS NA FICÇÃO TELEVISIVA BRASILEIRA
Líder: Profa. Dra. Maria Ignês Carlos Magno
E-mail: unsigster@gmail.com
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1139572756285287

ESTUDOS DO HORROR E DO INSÓLITO NO AUDIOVISUAL
Líder: Prof. Dr. Rogério Ferraraz
E-mail: rferraraz@anhembi.br
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7227946196791923

CINEMA EXPANDIDO, DA ESTEREOSCOPIA AO WEB FOOTAGE: NOVOS REGIMES DE VISUALIDADE NO SÉCULO XXI
Líder: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
E-mail: llcanepa@anhembi.br
Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8887782644586702

Projetos de pesquisa de docentes em andamento

Profa. Dra. Cicília Maria Krohling Peruzzo

A COMUNICAÇÃO NO CONTEXTO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS RURAIS E URBANOS NO BRASIL: ESPECIFICIDADES DO VÍDEO DOCUMENTÁRIO
Pesquisa sobre a produção audiovisual de organizações e movimentos sociais populares situada no contexto dos processos de organização comunitária e de comunicação ali desenvolvidos. O objetivo geral é identificar e compreender estratégias, além de analisar as temáticas e as formas de produção audiovisual, especialmente o vídeo documentário. O marco metodológico se circunscreve a partir da posição epistêmica que entende o conhecimento como passível de ser desenvolvido na relação indissociável entre sujeito-objeto, portanto não como algo já dado a ser captado, e elege a conjugação da análise de conteúdo de vídeos documentários e a hermenêutica de profundidade como base para a interpretação, além da pesquisa bibliográfica e documental.

Prof. Dr. Gelson Santana Penha

O INDIVIDUALISMO ONTOLÓGICO NA CULTURA MIDIÁTICA CONTEMPORÂNEA
A experiência cultural contemporânea foi capturada pelo imaginário das mídias. Assim, as performances da cultura contemporânea apresentam-se, em suas estratégias, não com a simbólica que dá forma ritual ao coletivo, mas como um espectro de um simbolismo que define, na atualidade, a sua própria constituição. Estar em representação hoje é construir castelos virtuais de realidade que funcionam como formas da diferença, referenciais da experiência individual de mundo, refletidas nos produtos midiáticos, e constituem as marcas reveladoras do que nos tornamos e do que se tornou a cultura nesse labirinto sem guia das mídias contemporâneas.

Prof. Dr. Jamer Guterres de Mello

ENTRE O CINEMA E A VIDEOINSTALAÇÃO: IMAGENS OPERATIVAS, DISPOSITIVO CINEMATOGRÁFICO E OS DIFERENTES TIPOS DE PROJEÇÃO
Dentro do Grupo de Pesquisa CINEMA EXPANDIDO, DA ESTEREOSCOPIA AO WEB FOOTAGE: NOVOS REGIMES DE VISUALIDADE NO SÉCULO XXI, este projeto de pesquisa explora a produção e a distribuição das imagens originadas por tecnologias digitais e utilizadas em videoinstalações. Para tanto, utiliza como corpus de análise a obra do artista e cineasta alemão Harun Farocki. O objetivo é investigar a possibilidade de criação de imagens capazes de superar os modelos de representação da realidade instituídos pela pintura, pela fotografia e pelo cinema e o uso de tecnologias de projeção para além do dispositivo cinematográfico. O foco de análise são as relações construídas entre as imagens digitais (operativas) em suas articulações específicas e os recursos técnicos utilizados por Farocki, um prolongamento da reflexão teórica que o próprio artista constrói a partir das dimensões estéticas e políticas colocadas em jogo.

Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa

ROMANCE EPISTOLAR E DIÁRIO FILMADO: UM ESTUDO SOBRE OS FILMES FOUND-FOOTAGE
Dentro do Grupo de Pesquisa CINEMA EXPANDIDO, DA ESTEREOSCOPIA AO WEB FOOTAGE: NOVOS REGIMES DE VISUALIDADE NO SÉCULO XXI, esta pesquisa teórico-prática que visa à aplicação das discussões teóricas sobre os filmes found footage de ficção aos exercícios práticos desenvolvidos pelos alunos da disciplina de Linguagem Audiovisual do Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Anhembi Morumbi. Os filmes found-footage de ficção consistem em obras audiovisuais concebidas de tal forma que todas as suas imagens e sons possam ser obtidos por dispositivos intra-diegéticos. Com frequência, esses filmes são narrados em primeira pessoa, como se fossem um tipo de diário ou de documentário performático em vídeo. Em nossa pesquisa, desejamos observar a relação narrativa dessas obras com a literatura epistolar de ficção, isto é, aquela literatura concebida a partir da emulação de cartas, relatos e diários. Nosso objetivo será o de verificar a viabilidade e a qualidade conceitual dessas adaptações, o que nos permitirá contribuir para a discussão sobre essa interessante vertente do cinema contemporâneo.

ANÁLISE DA PRODUÇÃO CONTEMPORÂNEA DE HORROR CINEMATOGRÁFICO NO BRASIL (2008 – 2015)
Dentro do Grupo de Pesquisa ESTUDOS DO HORROR E DO INSÓLITO NO AUDIOVISUAL, este projeto dá continuidade à pesquisa iniciada em 2005, com a tese “Medo de quê? – Uma história do horror nos filmes brasileiros”, concluída na Unicamp, em 2008. O que se percebeu, desde então, é que o cinema de horror brasileiro, que até aquele momento consistia em tendência minoritária, tem conquistado um espaço mais significativo no cinema nacional, tanto em festivais de nicho quanto em produções comerciais de alcance massivo, mas também, de modo incidenta, em filmes relacionados a outros gêneros narrativos como o drama social ou a comédia de costumes. O objetivo da pesquisa é compreender como se configura esse novo panorama, iniciado com a superprodução “Encarnação do Demônio” (José Mojica Marins, 2008) e seguido por dezenas de curtas e longas metragens. O que se pretende é examinar as escolhas narrativas, estilísticas e de inserção mercadológica desses filmes, considerando também sua relação com a tradição anterior do horror brasileiro. Como cineastas-chave, observam-se nomes como os de Marco Dutra, Juliana Rojas, Gabriela Amaral Almeida, Paulo Biscaia Filho, Rodrigo Aragão e Dennison Ramalho..

Prof. Dr. Luiz Antonio Vadico

HAGIOGRAFIA FÍLMICA – PORQUE A VIDA DE UM SANTO NÃO É UMA CINEBIOGRAFIA.
Dentro do Grupo de Pesquisa RELIGIÃO E SAGRADO NO CINEMA E NO AUDIOVISUAL, este projeto se iniciou após nossas primeiras reflexões em um anterior sobre o Campo do Filme Religioso. Em busca de conceituar a massa de filmes de assunto religioso, nos deparamos com o livro de Pamela Grace, The Religious Film: the hagiopic, de 2009, em que ela desejou, tal como William Telford, Mellany Wright, entre outros, estabelecer um conceito de gênero que abarcasse todo esse universo, e lhe impôs como limite as produções de origem cristã, chamando o gênero de Hagiopic. Nesse esforço, ela chegou a abranger filmes sobre vidas de santos, e foi aí que seu trabalho despertou interesse. Anteriormente defendemos a existência do Campo do Filme Religioso, o qual abarca vários gêneros. Logo, discordamos do termo Hagiopic como conceito de um gênero amplo. Mas sentimos que podemos realocá-lo, com adequações, para a ideia de Filme Hagiográfico, ou Hagiografia Fílmica. Em outras palavras, um gênero abarcado pelo Campo do Filme Religioso, e que trata da Vida dos Santos e somente delas, e a respeito do qual existem poucos trabalhos publicados. Nosso objetivo aqui é refletir sobre suas características, forma e estética.

O ESPECIAL EFEITO DO EFEITO ESPECIAL – A REPRESENTAÇÃO DE HIEROFANIAS NO CINEMA
Dentro do Grupo de Pesquisa RELIGIÃO E SAGRADO NO CINEMA E NO AUDIOVISUAL, neste projeto refletiremos sobre a representação de hierofanias no cinema. Serão objeto de análise diversos filmes [como p.ex. A Canção de Bernadette (King, 1948) e O Milagre de Fátima (Brahm, 1952)]. Chamamos de Hierofania a manifestação do Sagrado no Profano, aqui utilizando um conceito do historiador das religiões Mircea Eliade: o homem toma conhecimento do sagrado porque este se manifesta, se mostra como algo absolutamente diferente do profano. A fim de indicarmos o ato da manifestação do Sagrado, propusemos o termo Hierofania. Este termo é cômodo, pois não implica nenhuma precisão suplementar: exprime apenas o que está implicado no seu conteúdo etimológico, a saber, que algo de sagrado nos é revelado. Poder-se-ia dizer que a história das religiões, desde as mais primitivas às mais elaboradas, é constituída por um número considerável de hierofanias, pelas manifestações das realidades sagradas. Então, interessa-nos observar de que forma a manifestação do Sagrado (que se dá no mundo histórico) é representada no filme.

Profa. Dra. Maria Ignês Carlos Magno

A TELENOVELA BRASILEIRA SOB OS OLHOS DA CRÍTICA NOS ANOS DE 1970-1990
A crítica como linguagem e produção vem sendo, desde o mestrado, meu objeto de estudo e pesquisa. O projeto atual pretende dar continuidade aos estudos da crítica e da produção crítica sobre a telenovela no Brasil em seus aspectos de produção e veiculação através dos meios de comunicação, permitindo um conhecimento sobre uma época determinada e sobre a situação própria da linguagem crítica no âmbito da sociedade formatada pelas mídias. O objetivo principal é o de estudar a produção crítica sobre a telenovela brasileira. A natureza da pesquisa é teórica e a análise terá como foco a produção ficcional e a crítica produzida no período de 1980 a 1990. Os resultados esperados são os de colaborar com os estudos da crítica na área da comunicação audiovisual, em especial a crítica de telenovela.

PROCESSOS DE CONSTRUÇÃO DE MUNDOS NA FICÇÃO SERIADA DA REDE GLOBO E DO SBT: TOTALMENTE DEMAIS E A GAROTA DA MOTO
Dentro do Grupo de Pesquisa INOVAÇÕES E RUPTURAS NA FICÇÃO TELEVISIVA BRASILEIRA, este projeto pretende promover uma investigação acerca da construção de mundos na ficção televisiva brasileira, a partir da análise comparativa entre a telenovela Totalmente Demais e a série A Garota da Moto, produções realizadas por emissoras de televisão distintas – Rede Globo e SBT respectivamente – e exibidas total ou parcialmente em 2016, tendo em vista o alcance de um público formado prioritariamente por jovens adultos (18-35 anos). O desenvolvimento da pesquisa apoia-se, fundamentalmente, na compreensão da construção de mundos (world building) enquanto representações criadas por agentes produtores e passíveis de serem atualizadas, modificadas e expandidas pelo público espectador.

Prof. Dr. Renato Luiz Pucci Junior

A INTELIGÊNCIA NA TV – DAS SÉRIES ARGUMENTATIVAS AO APRENDIZADO DE COMPETÊNCIAS COGNITIVAS 
O projeto tem por objetivo descobrir que tipos de séries televisivas poderiam contribuir para que largas faixas da população (predominantemente jovens, mas não apenas eles) sejam expostas a situações de aprendizado de processos cognitivos e habilidades intelectuais. Trata-se, portanto, de uma pesquisa voltada para cenas que, por hipótese, poderiam criar microambientes, como se o espectador estivesse diante de pessoas reais e acompanhando premissas, conclusões, refutações, tentativas de solucionar problemas e escolha de decisões racionais. A análise se volta para séries como Sherlock (solução de problemas), House (argumentação racional), The Practice (argumentação persuasiva em tribunal) e Merlì (sala de aula). Buscam-se elementos que estão nos roteiros, mas também na apresentação por meio de recursos de linguagem audiovisual capazes de esclarecer o processo mental dos personagens e contribuir para manter a atenção dos espectadores. Nas próximas etapas da pesquisa serão realizados testes em laboratórios a fim de corroborar a hipótese de aprendizado.

PROCESSOS DE CONSTRUÇÃO DE MUNDOS NA FICÇÃO SERIADA DA REDE GLOBO E DO SBT: TOTALMENTE DEMAIS E A GAROTA DA MOTO
Dentro do Grupo de Pesquisa INOVAÇÕES E RUPTURAS NA FICÇÃO TELEVISIVA BRASILEIRA, este projeto pretende promover uma investigação acerca da construção de mundos na ficção televisiva brasileira, a partir da análise comparativa entre a telenovela Totalmente Demais e a série A Garota da Moto, produções realizadas por emissoras de televisão distintas – Rede Globo e SBT respectivamente – e exibidas total ou parcialmente em 2016, tendo em vista o alcance de um público formado prioritariamente por jovens adultos (18-35 anos). O desenvolvimento da pesquisa apoia-se, fundamentalmente, na compreensão da construção de mundos (world building) enquanto representações criadas por agentes produtores e passíveis de serem atualizadas, modificadas e expandidas pelo público espectador.

Prof. Dr. Rogério Ferraraz

Desvendando os mistérios de Twin Peaks – o retorno: um novo marco das narrativas seriadas televisivas?
A pesquisa tem como objetivo compreender as configurações expressivas, narrativas e estilísticas da série televisiva Twin Peaks – o retorno (EUA, 2017), criada por David Lynch e Mark Frost e produzida pelo canal Showtime, através da análise de todos os 18 episódios. Pretende-se verificar as relações dessa última temporada não somente com a série original, Twin Peaks (EUA, 1990-1991), e com o longa-metragem feito para o cinema, Twin Peaks – os últimos dias de Laura Palmer (EUA, 1992), mas também com todo o conjunto da obra de Lynch, desde seus curtas iniciais realizados nos anos 1960 até seus trabalhos feitos para internet nas últimas décadas. Para tanto, esse pro jeto recorrerá a uma revisão crítica depesquisas e publicações anteriores sobre o cineasta bem como ao levantamento da fortuna crítica sobre o produto audiovisual em questão.

PROCESSOS DE CONSTRUÇÃO DE MUNDOS NA FICÇÃO SERIADA DA REDE GLOBO E DO SBT: TOTALMENTE DEMAIS E A GAROTA DA MOTO
Dentro do Grupo de Pesquisa INOVAÇÕES E RUPTURAS NA FICÇÃO TELEVISIVA BRASILEIRA, este projeto pretende promover uma investigação acerca da construção de mundos na ficção televisiva brasileira, a partir da análise comparativa entre a telenovela Totalmente Demais e a série A Garota da Moto, produções realizadas por emissoras de televisão distintas – Rede Globo e SBT respectivamente – e exibidas total ou parcialmente em 2016, tendo em vista o alcance de um público formado prioritariamente por jovens adultos (18-35 anos). O desenvolvimento da pesquisa apoia-se, fundamentalmente, na compreensão da construção de mundos (world building) enquanto representações criadas por agentes produtores e passíveis de serem atualizadas, modificadas e expandidas pelo público espectador.

Profa. Dra. Sheila Schvarzman

A PARTICIPAÇÃO DAS MULHERES NA REALIZAÇÃO DO CINEMA BRASILEIRO
O projeto procura investigar o trabalho de Mulheres no Cinema Brasileiro. Depois de investigar o papel de Gilda Bojunga, dedicamos agora nossa atenção à Beatriz Roquette Bojunga, a filha de Edgard Roquette Pinto, diretor do Instituto Nacional de Cinema Educativo entre 1936 a 1947. Beatriz trabalhou no Instituto desde a sua criação até os anos 1960. Desenvolveu várias atividades que incluíam não só o que hoje consideramos como produção, mas trabalhou também diretamente com Humberto Mauro, servindo inclusive como sua assistente em filmagens. Ela e outras funcionárias do INCE exerceram uma série de funções de pesquisas para os filmes, distribuição de filmes, produção, orçamento. Algumas queriam mesmo fazer filmes, mas não foram incentivadas por Humberto Mauro em seu desejo. Esmiuçar, trazer à tona esses vários trabalhos, e lançar luz sobre o seu papel no cinema brasileiro desde os anos 1930, é o objetivo deste projeto.

GUSTAVO DAHL – TRAJETÓRIAS DO CINEMA, TRAJETÓRIAS DO BRASIL
Gustavo Dahl (1938- 2011) foi um nome central do cinema brasileiro uma vez que não restringiu sua atividade à direção de filmes, mas dedicou-se também à crítica, à intervenção política nas questões do cinema e da cultura brasileira, à gestão, uma vez que teve um papel relevante na Embrafilme quando, em 1974, a convite de Roberto Farias, então diretor do órgão, vai dotar o cinema brasileiro de uma grande distribuidora de filmes que enfrentou a hegemonia do cinema norte americano hegemônico, algo que nunca antes havia existido, e que depois, com a extinção da entidade em 1989, o Brasil não voltou a ter. Se isso já não fosse significativo, Gustavo criou e dirigiu a Ancine (Agência Nacional de Cinema, entre 2001 e 2006. Depois disso, atuou como Presidente do Conselho da Fundação Cinemateca Brasileira e Gerente do Centro Técnico Audiovisual, o CTAV no Rio de Janeiro até a sua morte. Ou seja, Gustavo Dahl dedicou-se a praticamente todos os ramos da atividade cultural e cinematográfica no Brasil. Sendo assim, nessa pesquisa devo ter toda a sua trajetória delineada, mas sobretudo fazer dessa trajetória de vida o que ela é também: a trajetória de uma geração significativa, a do Cinema Novo do qual é membro desde a formação no final dos anos 1950, geração para o qual a construção de um cinema e da cultura brasileira eram a sua forma de intervenção para a construção de um país mais justo e menos desigual. Assim, trazer à luz o testemunho, as visões e contribuições de Gustavo Dahl em todas essas atividades de que foi protagonista privilegiado dessa história que é do cinema, da cultura, mas que é também do Brasil nos últimos sessenta anos.

Prof. Dr. Vicente Gosciola

NARRATIVAS INTERATIVAS E TRANSMÍDIAS EM MEIOS AUDIOVISUAIS
Dentro do Grupo de Pesquisa CNPq NARRATIVAS TECNOLÓGICAS, o projeto visa desenvolver um estudo dos diversos processos sociais que são resultantes de meios audiovisuais no âmbito da narrativa interativa e da narrativa transmídia. A partir da revisão dos princípios de roteiro e narrativa em cinema e audiovisual, observamos as práticas interatividade e de transmidiação e o seu papel nas novas mídias e nas redes sociais que fazem uso do audiovisual. A execução da pesquisa culmina com a produção de um banco de dados em rede social aberta para o estudo e a divulgação da produção audiovisual interativa e transmidiática.

ESTUDO DOS IMPACTOS DAS ARTICULAÇÕES INTERDISCIPLINARES NAS INTERFACES: UNIVERSIDADE, ESCOLA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Dentro do Grupo de Pesquisa CNPq NARRATIVAS TECNOLÓGICAS, o Projeto de pesquisa será desenvolvido por professoras e estudantes do curso de Graduação em Pedagogia, demais Licenciaturas e da Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (UnB) a partir de dois eixos articuladores: 1) Organização do trabalho pedagógico e didático-metodológico e 2) Narrativas, Alfabetização e Multiletramentos e realização de oficinas propostas em escolas parceiras localizadas na Região Administrativa Recanto das Emas- DF; CED 104, CED802 e CEF 801. Por meio da realização de oficinas narrativas de caráter formativo e reflexivo, o objetivo deste estudo é compreender a contribuição a contribuição das oficinas interdisciplinares e integradas para o desenvolvimento profissional dos educadores que atuam nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e na formação dos estudantes da Faculdade de Educação em um processo de articulação da Universidade e Escola, teoria e prática, tendo a escola como lócus de formação. A perspectiva é também construir comunidade de aprendizagem em um processo de interação entre a UnB e a escola básica da rede pública de ensino do Distrito Federal, para fomentar a formação continuada no locus escolar, de profissionais da educação, que cotidianamente enfrentam o desafio de organizar o trabalho pedagógico contemplando a diversidade e a pluralidade dos estudantes e professores. O trabalho com oficinas narrativas visa compreender também quais os impactos da alfabetização nas perspectivas dos letramentos linguísticos, científicos e tecnológicos nos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental de instituições escolares vinculadas à rede pública de ensino do Distrito Federal

VOLUMETRIA AUDIOVISUAL
Dentro do Grupo de Pesquisa CNPq NARRATIVAS TECNOLÓGICAS, esta pesquisa aborda o conceito de Volumetria Audiovisual para se referir ao tipo de vídeo, baseado em imagens reais ou sintetizadas, dentro ou for da tela, que ocupa espaços e regiões, que vão desde um objeto 3-D até diferentes ambientes e pontos de vista espaciais. A principal tentativa é compreender como se explica o fenômeno da ascensão de tantas formas volumétricas de comunicação audiovisual. Aqui se discute, de modo introdutório e pela teoria crítica da mídia, os vídeos volumétricos, como conteúdo audiovisual digital. Novas formas emergentes de modelagem e simulação por sistemas 3-D utilizados na representação de narrativas apresentadas ao vivo ou sob demanda, nas salas de exibição ou na web, na instalação de galerias, sistemas de interação háptica e outras aplicações narrativas são abordadas. Em particular, examina os conceitos, métodos e abordagens utilizados na criação e experiência prática dessas formas de expressão. Ao final, reflete sobre a perspectiva, o movimento visceral, as texturas e o sentido vestibular, como recursos para organizar, audiovisualmente, emaranhados emocionais, que servirão como o argumento de que a Volumetria Audiovisual pode significar a mais nova revolução na comunicação já que as tecnologias nesta área receberam maiores investimentos na computação e nas mídias sociais.

CÁTEDRA LATINOAMERICANA DE NARRATIVAS TRANSMEDIA
Dentro do Grupo de Pesquisa CNPq NARRATIVAS TECNOLÓGICAS, o projeto tem como principal direção a análise de novas narrativas transmídia como espaço de convergência tecnológica e cultural, caracterizada pela presença de tecnologias que afetam a produção, distribuição e consumo de conteúdo, o surgimento de novas textualidades multimídias e interativas e disseminação de novos paradigmas de comunicação voltados para a construção de espaços de comunicação democráticos, participativos e colaborativos. Consiste em recriar a relação entre a trama narrativa com subtramas a priori ocultas (latentes) através de uma combinação dinâmica de articulações e bifurcações de cenas e biografias, usando tecnologias e estéticas diversas, que multiplicam as remissões internas e externas para a obra e facilitam a pluralidade de representações de diferentes perspectivas, através de vários gêneros e formatos, cujo resultado decorre de uma sequência imprevisível de experiências (intervenções) individuais e coletivas que corrompem a genética do conteúdo, produzindo transformações nas condições de acesso, recepção e participação, para além do previsto pelos autores. Nessa perspectiva, a Cátedra propõe estabelecer-se como um espaço de referência na discussão, reflexão e investigação das novas formas narrativas nesse complexo ecossistema midiático. Para tanto é necessária a geração de um mapa da latino-americano sobre produções transmídia nos diferentes âmbitos de educação, jornalismo, entretenimento, ficção, etc., bem como um acompanhamento de estudos e pesquisas específicos em universidades de diferentes países que compõem a Cátedra, de modo a fortalecer as relações interuniversitárias e institucionais, compartilhando experiências de pesquisa e produção em narrativas transmídia originadas do novo ecossistema midiático. Propõe-se também gerar uma produção acadêmica conjunta de livre circulação e tornar-se um espaço articulador de conhecimento e pesquisa sobre o problema de novas linguagens e formatos desenvolvidos a partir do novo ecossistema midiático. Constituir um espaço que funcione como uma plataforma com uma dimensão articuladora entre as universidades latino-americanas, a sociedade civil, os produtores e cineastas e as organizações governamentais. Facilitar e fortalecer atividades acadêmicas, desenvolvimento e produção conjunta. Promover um modelo de cooperação que favoreça a integração regional, impulsionando a produção de conhecimento emancipatório e a autonomia dos países latino-americanos. Incentivar a pesquisa e o desenvolvimento de produções e aplicações transmídia no campo da educação, jornalismo, audiovisual e comunicação a partir de uma perspectiva transdisciplinar. Produzir uma publicação anual multiplataforma. Gerar um espaço digital multimídia interativo para a troca de experiências, como base para a discussão e ampliação da cadeira e promotor da publicação anual multiplataforma. Firmar convênios entre as diferentes universidades pertencentes à rede e os cursos de pós-graduação, centros de pesquisa e centros de produção.

Publicações e Eventos

Notícias

SELEÇÃO DE PÓS-DOC PNPD/CAPES (Edital)

AGENDA DA SEMANA INAUGURAL DO PPGCOM EM 2018/2

13/08, Segunda-feira, 16h:
Reunião com os ingressantes
Local: SALA 768, Unidade 7, Campus Vila Olímpia

14/08, Terça-feira, 15h:
Assembleia discente com as representantes Paula Ferreira e Marília Folgoni
Local: SALA 768, Unidade 7, Campus Vila Olímpia

15/08, Quarta-feira, 16h:
Reunião dos alunos com a Coordenação
Local: SALA 768, Unidade 7, Campus Vila Olímpia

15/08, Quarta-feira, 19h:
Aula Inaugural com a Profa. Dra. Cicília Peruzzo: “Movimentos Sociais e Midiativismo”
Local: SALA 768, Unidade 7, Campus Vila Olímpia

16/08, Quinta-feira, 14h:
Oficina de Atualização do Currículo Lattes
Local: Laboratório 738, Unidade 7, Campus Vila Olímpia

17/08, Sexta-feira, 14h:
Palestra e debate sobre o “O Retorno do 3D”
Prof. Ph.D. Thomas Elsaesser (Univ. de Amsterdam)
Coordenação do Prof. Dr. Adilson Inácio Mendes
Local: SALA 768, Unidade 7, Campus Vila Olímpia
(Obs: a palestra e o debate serão em inglês, mas haverá disponibilização do texto em português para os participantes do evento)

Eventos PPGCOM-UAM

Transmedia Week
Campus Vila Olímpia – Sala 768
Dias 21 de março de 2018
https://www.youtube.com/watch?v=dNeQcPG3DVc&feature=youtu.be

Reunião do Conselho da Compós – Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (2018/1)
Campus Vila Olímpia – Sala 501-C
Dias 18 e 19 de abril de 2018
http://www.compos.org.br
V COCAAL (2017/2)
Campus Vila Olímpia – Unidade 7
Dias 12 a 16 de setembro de 2017

@projetojulietacapuleto
https://gongo.nics.unicamp.br/revistadigital/index.php/simposiorfc/article/view/501/384

Reunião do Conselho da Compós – Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (2016/2)
Campus Vila Olímpia – Sala 501-C
Dias 28 e 29 de setembro de 2016
http://www.compos.org.br

Conheça algumas de nossas publicações:

NOVA HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO
Org. Fernão Pessoa Ramos e Sheila Schvarzman
https://www.sescsp.org.br/livraria/4267_NOVA+HISTORIA+DO+CINEMA+BRASILEIRO+I#/content=detalhes-do-produto

A MIDIATIZAÇÃO DA CULTURA E A PERSONAGEM DO AGENTE SECRETO JAMES BOND NO CINEMA
Gelson Santana Penha e Bernadette Lyra
http://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/140067

ANÁLISE ESTILÍSTICA DO ROLA OU ENROLA?: UMA NARRATIVA QUE SE DESENROLA NO PROGRAMA ELIANA (SBT)
Rogério Ferraraz e João Paulo Hergesel
http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_comunicacao_inovacao/article/view/5067

A REPRESENTAÇÃO DO MECANISMO COGNITIVO DE SHERLOCK HOLMES EM A NOIVA ABOMINÁVEL
Maria Ignes Carlos Magno e Letícia Kuhl
https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/144608

A PERFORMANCE QUEER NA DUPLA ENCENAÇÃO DO FILME THE WATERMELON WOMAN
Marília Xavier de Lima, Bernadette Lyra e Maria Ignês Carlos Magno
https://portalseer.ufba.br/index.php/contemporaneaposcom/article/view/25959

POSSIBILIDADES DE APRENDIZADO DE ARGUMENTAÇÃO PERSUASIVA POR MEIO DE SÉRIES TELEVISIVAS DE TRIBUNAL
Renato Luiz Pucci Jr.
(http://www.compos.org.br/data/arquivos_2018/trabalhos_arquivo_VTZI2CRPSD48K51PN24B_27_6939_26_02_2018_14_29_54.pdf)

“VOCÊ JAMAIS ESQUECERÁ ESSE FILME PORQUE VOCÊ É UM DOS PERSONAGENS”: NOITE EM CHAMAS, OS ANOS 1970 SOB AS LENTES DE JEAN GARRETT
Laura Loguercio Cánepa e Tiago José Lemos Monteiro
http://www.compos.org.br/data/arquivos_2018/trabalhos_arquivo_F28ZHJFDW301OOPJ9S8U_27_6436_21_02_2018_17_22_16.pdf

LIÇÕES DAS TREVAS: HERZOG E LOVECRAFT EM TRÊS DOCUMENTÁRIOS
Lúcio Reis Filho, Jamer Guterres de Mello e Laura Loguercio Cánepa
http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/28490

A TRIDIMENSIONALIDADE SONORA: PETER GREENAWAY EM 3X3D
Mauricio Mário Monteiro e Fabiano Pereira
http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/ec/article/view/325

O ANJO DA NOITE: HORROR GÓTICO E TENSÕES SOCIAIS BRASILEIRAS NA DÉCADA DE 1970
Laura Loguercio Cánepa
http://www.revistachasqui.org/index.php/chasqui/article/view/2599/2904

O QUE DIZ A “VOZ DE DEUS”?: ESPECIFICIDADES DO DOCUMENTÁRIO RELIGIOSO
Luiz Antonio Vadico
http://doc.ubi.pt/01/artigo_luiz_vadico.pdf

A EXPERIÊNCIA PERIFÉRICA DAS BORDAS NO CINEMA BRASILEIRO
Bernadette Lyra
https://revistas.unc.edu.ar/index.php/toma1/article/view/17202

ROBERT STAM – CINEMA, LITERATURA E A TRAJETÓRIA DE UMA METODOLOGIA DE PESQUISA
Luiz Antonio Vadico e Roberto Reiniger Neto
http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/revistaintercom/article/view/2703

ANOTAÇÕES SOBRE A MODERNIDADE LÍQUIDA EM ONCE UPON A TIME
Marcos Alexander Brandão e Laura Loguercio Cánepa
http://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/134324

SONORIDADES E AMBIÊNCIAS NOS FILMES O CÃO BRANCO E A MISSÃO
Maria Ignês Carlos Magno e Eliana Costa
https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/139661

A FAMA DA MÁQUINA TELEVISIVA: ANÁLISE ESTILÍSTICA DO PROGRAMA DO SBT
Rogério Ferraraz e João Paulo Hergesel
http://www.contracampo.uff.br/index.php/revista/article/view/987

A NEGRA DE… E MOOLAADÈ. QUE ÁFRICA E TEORIAS AS LENTES DE OUSMANE SEMBÈNE NOS REVELAM?
Maria Ignês Carlos Magno e Célia Cristina Torres
http://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/120523

A NOSTALGIA DOS ANOS 1950 NO CINEMA NORTE-AMERICANO DOS ANOS 1980: OS CASOS DE DE VOLTA PARA O FUTURO E VELUDO AZUL
Rogério Ferraraz e Laura Loguercio Cánepa
http://www.revistas.usp.br/significacao/article/view/111473/121184

UMA LEITURA DAS ADAPTAÇÕES DE VIDAS SECAS (1963) E A HORA DA ESTRELA (1985) PARA O CINEMA
Maria Ignês Carlos Magno
https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/130586

POSSIBILIDADES DE APRENDIZADO POR MEIO DE SÉRIES TELEVISIVAS: CRITICAL THINKING EM DR. HOUSE
Renato Luiz Pucci Jr
https://portalseer.ufba.br/index.php/contemporaneaposcom/article/view/18072

TIM BURTON, TIM BURTON, TIM BURTON
Org. Laura Loguercio Cánepa
https://www.lojaestronho.com.br/livros/cinema-tv-teatro-e-musica/cinema/tim-burton-tim-burton-tim-burton

A ELABORAÇÃO AUDIOVISUAL COMO FATOR PARA MANTER A ATENÇÃO EM CENAS COMPLEXAS DE DR. HOUSE
Renato Luiz Pucci Jr e Maurício Mario Monteiro
http://www.compos.org.br/data/arquivos_2017/trabalhos_arquivo_5429H2UMVL8CHYV4753W_26_5590_19_02_2017_10_46_26.pdf

REPRESENTAÇÃO E FORMAS DA DIFERENÇA NA CULTURA MIDIATIZADA DE HOJE
Gelson Santana Penha
http://www.compos.org.br/biblioteca/formasdadiferenc_ahoje_3335.pdf

A MINISSÉRIE CAPITU: ADAPTAÇÃO TELEVISIVA E ANTECEDENTES FÍLMICOS
Renato Luiz Pucci Jr
http://www.revistas.usp.br/matrizes/article/view/38334/41195

PERFURABILIDADE EM SERIADOS: ESPECTADORES COMO INVESTIGADORES EM GAME OF THRONES
Glauco Madeira de Toledo
http://www.compos.org.br/biblioteca/perfurabilidadeemseriadosespectadorescomoinvestigadoresemgameofthrones_3394.pdf

HORROR E DISTOPIA NOS VIDEO GAMES: EXPERIÊNCIA NARRATIVA E CULTURA CONTEMPORÂNEA EM THE LAST OF US
Laura Loguercio Cánepa e Thiago Pereira Falcão
http://www.compos.org.br/biblioteca/compos2016(1)_3275.pdf

MELODRAMA POP EM QUENTIN TARANTINO E SUA TRILOGIA HISTÓRICA
Carolina de Oliveira Silva
http://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-0407-1.pdf

JOE DANTE, O HORROR E O BAIXO ORÇAMENTO: PIRANHAS, GRITOS DE HORROR E DESENHOS ANIMADOS
Sergio Eduardo Alpendre de Oliveira
https://rebeca.socine.org.br/1/article/view/357

CULTURA POP – LIVRO COMPOS 2015
Rogério Ferraraz, Rodrigo Carrreiro e Simone Pereira de Sá (Orgs)
Gelson Santana Penha (Autor de capítulo)
http://www.edufba.ufba.br/2015/06/cultura-pop-livro-compos-2015/

SENHOR BABADOOK, VINCENT E O HORROR MATERNO: INTERTEXTOS
Laura Loguercio Cánepa
http://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/90087

GOLLUM E SMÉAGOL: O EXPRESSIONISMO NO INQUIETANTE
Renan Claudino Villalon
http://www.revistas.usp.br/extraprensa/article/view/epx17-a02

AS ESTRATÉGIAS SINCRÉTICAS DA NARRATIVA DA MINISSÉRIE SUBURBIA
Gelson Santana Penha e Renato Luiz Pucci Jr
http://www.compos.org.br/biblioteca/gelsonsantanaerenatopucci-compo_sgtestudosdetelevisa_o_2247.pdf

A CONTEMPORANEIDADE DE/EM TWIN PEAKS (1990- 1991): A JUNÇÃO ENTRE O MODERNO E O PÓS-MODERNO NO JOGO (PROTO)TRANSMIDIÁTICO DO SERIADO CRIADO POR DAVID LYNCH E MARK FROST
Rogério Ferraraz e Maria Ignês Carlos Magno
http://www.compos.org.br/biblioteca/papercompos2014magnoeferraraznotemplate_2207.pdf

MEMÓRIA E ATUALIDADE NA TELEVISÃO: CINEJORNAIS, HISTOIRE PARALLÈLE E MARC FERRO
Sheila Schvarzman
http://www.compos.org.br/biblioteca/mem%C3%B3riaeatualidadenatv-revisado2_2158.pdf

UM DIVISOR DE ÁGUAS ENTRE DUAS TELENOVELAS: AS NARRATIVAS TRANSMÍDIAS DE AVENIDA BRASIL E CHEIAS DE CHARME
Vicente Gosciola
https://lumina.ufjf.emnuvens.com.br/lumina/article/view/357

O HORROR COMO PERFORMANCE DA MORTE: JOSÉ MOJICA MARINS E A TRADIÇÃO DO GRAND GUIGNOL
Laura Loguercio Cánepa e Lúcio Reis
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1982-25532014000200009&lng=es&nrm=iso&tlng=pt

ESPETÁCULOS DO MEDO: O HORROR COMO ATRAÇÃO NO CINEMA JAPONÊS
Rogério Ferraraz e Laura Loguercio Cánepa
http://www.contracampo.uff.br/index.php/revista/article/view/285

O GUARANI NO CINEMA BRASILEIRO: O OLHAR IMIGRANTE
Sheila Schvarzman e Mirrah Ianez
https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/9123

EM TORNO DAS DEFINIÇÕES DO EXPRESSIONISMO: O GÊNERO FANTÁSTICO EM FILMES DA REPÚBLICA DE WEIMAR
Laura Loguercio Cánepa
https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/2608

CINEMA PERIFÉRICO DE BORDAS
Bernadette Lyra
http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/article/view/145

Secretaria

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi (PPGCOM-UAM) está sediado na Unidade 5 do Campus Vila Olímpia, no sétimo andar, na Rua Casa do Ator, 294.
Telefone: 55 11 3847.3037
E-mail: samferreira@anhembi.br

Informações aos alunos regulares

Formulário de Matrícula em Disciplina 2018/2 – Clique AQUI

Documentos para Exames de Qualificação e Defesas de teses e dissertações:

  1. I) Documentos necessários para o depósito do relatório de qualificação:
  • 05 (cinco) exemplares em encadernação espiralada, conforme especificações (clique aqui);
  • Formulário de Encaminhamento de Qualificação (clique aqui);
  • 01 (uma) via do Currículo Lattes atualizado.

* OBSERVAÇÕES:

Os documentos acima citados devem ser entregues na Secretaria do Programa, dentro do horário de atendimento;

  1. O Formulário de Encaminhamento de Qualificação deverá ser impresso, completamente preenchido (a mão) e sem rasuras, podendo ser recusado pela Secretaria do Programa caso não atenda ao solicitado;
  2. O agendamento do Exame de Qualificação só se efetivará após a entrega dos documentos solicitados e a verificação do cumprimento das outras exigências do Programa;
  3. A data para a Banca do Exame de Qualificação deverá ser agendada com no mínimo 15 (quinze) e no máximo 30 (trinta) dias da data do depósito.
  4. II) Documentos necessários para o depósito das teses e dissertações:
  5. 05 (cinco) exemplares da Dissertação ou 10 (dez) exemplares da Tese em encadernação espiralada, conforme especificações (clique aqui);
  6. Formulário de Encaminhamento de Dissertação (clique aqui);
  7. Formulário de Atividade Programada (clique aqui);
  8. Formulário de Encaminhamento de Tese (clique aqui)
  9. 01 (uma) via do Currículo Lattes atualizado.
  10. OBSERVAÇÕES:
  11. Os documentos acima citados devem ser entregues na Secretaria do Programa, dentro do horário de atendimento;
  12. O Formulário de Encaminhamento de Dissertação deverá ser impresso, completamente preenchido (a mão) e sem rasuras, podendo ser recusado pela Secretaria do Programa caso não atenda ao solicitado;
  13. O agendamento da Defesa de Dissertação só se efetivará após a entrega dos documentos solicitados e a verificação do cumprimento das outras exigências do Programa;
  14. O Formulário de Atividade Programada deverá ser preenchido pelo (a) Professor (a) Orientador (a) (Este documento está em formato de formulário para facilitar o preenchimento e para que não ocorram alterações em seu formato original);
  15. A data para a Banca de Defesa de Dissertação deverá ser agendada com no mínimo 30 (trinta) e no máximo 45 (quarenta e cinco) dias da data do depósito.
  16. III) Documentos necessários após a defesa* (até 45 dias):
    • 01 (um) exemplar da Tese ou Dissertação em capa dura, conforme especificações (clique aqui);
    • CD-ROM, devidamente etiquetado e identificado, com a versão final da Dissertação em um único arquivo – de acordo com a Portaria CAPES nº. 13, de 15 de fevereiro de 2006 (clique aqui);
    • Arquivo eletrônico do resumo, separado da Dissertação, conforme especificações (clique aqui);
    • Carta de Anuência do(a) Professor(a) Orientador(a) (clique aqui);
    • Termo de Autorização para Publicação Eletrônica (clique aqui).

    * OBSERVAÇÕES:

    1. Os documentos acima citados devem ser entregues na Secretaria do Programa, dentro do horário de atendimento, em até 45 (quarenta e cinco) dias a partir da data da defesa;
    2. A Carta de Anuência está em formato de formulário para facilitar o preenchimento e para que não ocorram alterações em seu formato original;

    O termo de autorização para publicação eletrônica deverá ser preenchido a mão e sem rasuras.

Dissertações e Teses

Dissertações Defendidas

Conheça as dissertações defendidas por nossos alunos.

2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015
2016
2017
2018

Teses

As primeiras defesas de teses por nossos alunos estão previstas para o ano de 2019.

 

Processo Seletivo e Bolsas

Seleção PNPD/CAPES

Em breve: edital de seleção para Bolsa de Pós-Doc PNPD/CAPES

Revalidação de títulos

Processo Seletivo Discente

Cronograma para 2019/1

09 de outubro a 23 de novembro de 2018
Período de inscrição.

09 de outubro a 26 de novembro de 2018
Período de entrega de documentos.

11 de dezembro de 2018
9h às 11h30 – Prova de Conhecimentos
11h30 às 13h – Prova de Proficiência em língua estrangeira

Na prova de conhecimentos, o candidato faz uma reflexão a partir da análise de uma obra audiovisual, em que é avaliado o domínio teórico de questões ligadas aos meios de comunicação audiovisual.

Na prova de proficiência em língua estrangeira, o candidato deve demonstrar a habilidade de leitura instrumental. As línguas estrangeiras aceitas pelo Programa são espanhol, inglês ou francês. É permitido o uso de dicionário monolíngue apenas em versão impressa. Para o candidato ao Mestrado é exigido o exame de um idioma.

11, 12 e 13 de dezembro de 2018
Entrevistas agendadas
entrevista compreende um encontro formal do candidato com os professores do Programa. Neste encontro, ocorre uma conversa sobre a proposta de pesquisa apresentada pelo candidato e sobre o seu curriculum vitae (formato Lattes).

Obs.: a agenda de entrevista será apresentada pelo(a) professor(a) responsável pela aplicação da prova no dia 11/12/2018.

Local de realização das provas e entrevista

Câmpus Vila Olímpia
Rua Casa do Ator, 294. Unidade 5, 3º andar, laboratório 530B.

20 de dezembro de 2018
Divulgação do resultado pela página: http://portal.anhembi.br/resultados/.

Matrícula
De 20 de dezembro a 23 de dezembro de 2018, de segunda a sexta-feira das 9h às 21h e aos sábados das 9h às 13h, na Central de Atendimento ao Candidato do Campus Vila Olímpia (Rua Casa do Ator nº 275).

Edital do Programa de Pós-Graduação em Comunicação

Investimento

Mestrado
Investimento: 24 parcelas de R$ 1.724,84 (para ingressantes no 1º semestre de 2019).
Clique aqui para acessar a ficha de inscrição – Mestrado

Doutorado
Investimento: 48 parcelas de R$ 2.236,30 (para ingressantes no 1º semestre de 2019)
Clique aqui para acessar a ficha de inscrição – Doutorado

 

Modalidades de Bolsas de Estudo para o Mestrado:

  • Bolsas CAPES-PROSUP:O PPGCOM da Anhembi Morumbi é beneficiado pelo Programa de Suporte à Pós-graduação de Instituições de Ensino Particulares que apoia as Instituições Particulares de Ensino Superior com recursos financeiros  destinados ao custeio de bolsas de estudo. O número de bolsas nessa modalidade é limitado (a critério da CAPES) e a distribuição das bolsas é feita entre os alunos devidamente matriculados no Programa, inscritos por meio de Edital específico para este fim.
  • FAPESP:A modalidade de apoio oferecida pela FAPESP pode ser acessada pelo site http://www.fapesp.br/259. Essa solicitação de bolsa deve ser devidamente acordada entre o aluno e seu orientador, que se responsabilizam pelo encaminhamento do pedido, desde que aprovado pela Instituição.
  • Programa de Bolsa de Estudos Clinton Global Initiative / Laureate International Universities, em parceria com a Secretaria Municipal da Educação de São Paulo:Bolsa integral para professor concursado da Rede Pública Municipal de Ensino de São Paulo. Funcionamento entre 2010 e 2014.
  • BOLSA INSTITUCIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU 
    Programa de bolsa de estudo vigente a partir do 2º semestre de 2014 concede, por mérito, bolsa parcial e integral para os ingressantes nos cursos de Mestrado da Universidade Anhembi Morumbi.

Tipologia
Bolsa Institucional concedida por mérito aos 10 (dez) primeiros colocados no processo seletivo, nas seguintes proporções: do 1º ao 5º colocado – 100% (cem por cento) e do 6º ao 10º colocado – 50% (cinquenta por cento). Contempla matrícula e mensalidades.

Critérios para concessão
Por ordem classificatória no processo seletivo desde que obtida nota mínima geral 9,0 (nove) para concessão de 100% (cem por cento) e 8,0 (oito) para 50% (cinquenta por cento); declaração de aceite do Programa de Atividades Acadêmicas (PAA), composto de atividades de pesquisa e estudos sob a orientação de um professor do curso, sendo 12h (doze horas) semanais para bolsistas 100% (cem por cento) e 6h (seis horas) semanais para bolsistas 50% (cinquenta por cento).

Perda do Benefício
• Interrupção, transferência, inadimplência ou desistência do curso.
• Informações fraudulentas.
• Insuficiência do desempenho acadêmico.
• Avaliação, não satisfatória, do orientador quanto ao desempenho do bolsista no PAA.

Modalidades de Bolsas de Estudo para o Doutorado:

  • Bolsas CAPES-PROSUP: O PPGCOM da Anhembi Morumbi é beneficiado pelo Programa de Suporte à Pós-graduação de Instituições de Ensino Particulares que apoia as Instituições Particulares de Ensino Superior com recursos financeiros  destinados ao custeio de bolsas de estudo. O número de bolsas nessa modalidade é limitado (a critério da CAPES) e a distribuição bolsas é feita entre os alunos devidamente matriculados no Programa, inscritos por meio de Edital específico para este fim.
  • FAPESP: A modalidade de apoio oferecida pela FAPESP pode ser acessada pelo site http://www.fapesp.br/259. Essa solicitação de bolsa deve ser devidamente acordada entre o aluno e seu orientador, que se responsabilizam pelo encaminhamento do pedido, desde que aprovados pela Instituição.
  • BOLSA INSTITUCIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU: A Universidade Anhembi Morumbi mantém, desde 2013, a Bolsa Institucional de Pós-graduação Stricto Sensu que concede bolsa integral (100%) aos ingressantes nos cursos de Doutorado. Nessa tipologia, o aluno participa do Programa de Atividades Acadêmicas (PAA), composto de atividades de pesquisa, orientação e estágio docência nos âmbitos da Universidade e do PPG em Comunicação, com o mínimo de 12h (doze horas) semanais, além das empregadas no cumprimento das disciplinas entre outras atividades inerentes ao curso de Doutorado, disponíveis no Regulamento.

Há perda do Benefício nos seguintes casos:
• Interrupção, transferência ou desistência do curso.
• Informações fraudulentas.
• Insuficiência do desempenho acadêmico.
• Avaliação não satisfatória do orientador quanto ao desempenho do bolsista no PAA.

Bolsistas do PPGCOM-UAM (CAPES e FAPESP)

FAPESP

Mestranda: Juliana Cristina Borges Monteiro
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8026210679250161
Orientadora: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8887782644586702
Título da pesquisa: “AVENTURAS DO DISPOSITIVO NO AMBIENTE ONLINE: UMA ANÁLISE DO FILME AMIZADE DESFEITA
Período*: 2017 a 2018

CAPES

Modalidade bolsa
Mestrando: Viktor Danko Perkusich Novaes
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5279983340481568
Orientador: Prof. Dr. Luiz Antonio Vadico
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8801741776669936
Título da pesquisa: “AS REPRESENTAÇÕES DO FEMININO NAS ANIMAÇÕES DE HAYAO MIYAZAKI”
Período*: 2016 a 2018

Modalidade bolsa 
Mestranda: Marília Folgoni Marcussi
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3681715123820885
Orientadora: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8887782644586702
Título da pesquisa: “GUERRA SEM CORTES E PECADOS DE GUERRA: DUAS VISÕES DE CRIMES DE GUERRA POR BRIAN DE PALMA
Período*: 2017 a 2018

Modalidade bolsa 
Mestranda: Geovany Hercules Mendes Limão

Lattes: http://lattes.cnpq.br/2863336220954201
Orientadora: Profa. Dra. Sheila Schvarzman
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9549195212952852
Título da pesquisa: “A representação popular no cinema de Carlos Reichenbach”
Período*: 2017 a 2019

Modalidade bolsa
Mestrando: Viktor Danko Perkusich Novaes
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5279983340481568
Orientador: Prof. Dr. Luiz Antonio Vadico
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8801741776669936
Título da pesquisa: “AS REPRESENTAÇÕES DO FEMININO NAS ANIMAÇÕES DE HAYAO MIYAZAKI”
Período*: 2016 a 2018

Modalidade bolsa
Mestrando: Marcus Vinicius Guio de Camargo
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8076131155394337
Orientadora: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8887782644586702
Título da pesquisa: “O BRANDED CONTENT NA ANIMAÇÃO BRASILEIRA: UM ESTUDO SOBRE A SÉRIE DINO AVENTURAS”
Período*: 2018 a 2019

Modalidade taxa
Mestrando: Paulo Victor Trajano Mathias Duarte
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0931697325588835
Orientador: Prof. Dr. Gelson Santana Penha
Lattes: http://lattes.cnpq.br/2975129034302290
Título da pesquisa: “AS TECNOLOGIAS DA COR NO CINEMA CONTEMPOR NEO: ALGUMAS OBSERVAÇÕES A PARTIR DE 4 FILMES DE QUENTIN ”
Período*: 2017 a 2018

Modalidade taxa
Mestrando: Felipe Abramovictz
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3020384282226644
Orientadora: Profa. Dra. Sheila Schvarzman
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9549195212952852
Título da pesquisa: “O texto na tela no cinema marginal brasileiro”
Período*: 2018 a 2020

Modalidade bolsa doutorado sanduíche 
Doutorando: Sérgio Eduardo Alpendre de Oliveira
Lattes: http://lattes.cnpq.br/1947983992214480
Orientadora: Profa. Dra. Laura Loguercio Cánepa
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8887782644586702
Título da pesquisa: “A RELIGIOSIDADE ULTRAJADA E A SACRALIZAÇÃO DO DESEJO: O CINEMA PROVOCADOR DE JOÃO CESAR MONTEIRO”
Período*: 2017 a 2018

Modalidade bolsa
Doutorando: João Paulo Lopes de Meira Hergesel
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0081045915422658
Orientador: Prof. Dr. Rogério Ferraraz
Lattes: http://lattes.cnpq.br/7227946196791923
Título da pesquisa: “A COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL EM RITMO DE FESTA: ANÁLISE ESTILÍSTICA DAS PRODUÇÕES DO SBT”
Período*: 2016 a 2019

Modalidade bolsa 
Doutorando: Elcio Silva Nunes Basilio
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6120833081922818
Orientador: Prof. Dr. Gelson Santana Penha
Lattes: http://lattes.cnpq.br/2975129034302290
Título da pesquisa: “O ÍNTIMO EM PHILIPPE GARREL”
Período*: 2016 a 2019

Modalidade taxa
Doutorando: Glauco Madeira de Toledo
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3902874128810762
Orientador: Prof. Dr. Renato Luiz Pucci Junior
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9685714311770818
Título da pesquisa: “A INTERFERÊNCIA DO RESPEITO À CANONICIDADE FICCIONAL NAS VARIÁVEIS ESPALHABILIDADE E PERFURABILIDADE, USADAS COMO ESTRATÉGIAS DE FIDELIZAÇÃO E ENGAJAMENTO EM FRANQUIAS DE ENTRETENIMENTO AUDIOVISUAL”
Período*: 2016 a 2019

Modalidade taxa
Doutorando: Lúcio de Franciscis dos Reis Piedade Filho
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5381739245968703
Orientadora: Profa. Dra. Sheila Schwarzman
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9549195212952852
Título da pesquisa: “O CHAMADO DE LOVECRAFT: TERROR CÓSMICO E MITOLOGIA HORRÍFICA NO CINEMA DOS ANOS DE 1970/1980”
Período*: 2016 a 2019

Modalidade taxa
Doutoranda: Tatiane Eulália Mendes de Carvalho
Lattes: http://lattes.cnpq.br/4141364080179877
Orientador: Prof. Dr. Vicente Gosciola
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5946402698411270
Título da pesquisa: “Narrativa transmídia da fé: estudo da convergência cultural midiática entre o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, a Rede Aparecida de Comunicação e os devotos”
Período*: 2017 a 2021