Mestrado Profissional em Gestão de Alimentos e Bebidas

Estrutura do Programa

O Mestrado Profissional em Gestão de Alimentos e Bebidas é um programa inédito no país com vocação eminentemente interdisciplinar e vem completar a vocação inovadora da Universidade Anhembi Morumbi na formação de recursos humanos para a prestação de serviços na área de Hospitalidade, Turismo e Gastronomia.

Seu foco de pesquisa está dirigido para os fundamentos que sedimentarão os conhecimentos do futuro gestor de A&B em médias e grandes empresas do setor, tais como: cadeias de hotéis e restaurantes, centros de convenções, shopping centers, empresas fornecedoras de alimentação para indústrias e governo, além de empresas de meios de pagamento em alimentação subvencionada (vales e tickets refeição).

O setor de A&B é carente de recursos humanos com qualificação profissional e, a demanda para este tipo de profissional ao nível executivo é grande. De fato, com o passar do tempo, a questão ganha maior importância, já que o mercado vem evoluindo em tamanho e complexidade, face à crescente necessidade de se consumir refeições fora de casa ou pré-preparadas e o catering para empresas aéreas e indústrias.

O ingresso de grandes redes de fast food no mercado brasileiro e as redes de franquias presentes, principalmente nos shopping centers de todo o país, ocorrida a partir dos anos de 1980, impeliu a reformulação de conceitos operacionais, busca por informações técnicas mais apuradas e implantação de sistemas de qualidade.

A evolução do mercado tem exigido cada vez mais conhecimento e competência dos empreendedores e gestores, de forma a garantir que esses profissionais sejam capazes de criar, desenvolver e controlar todas as atividades do negócio e seus processos operacionais.

No plano educacional, a criação de um Mestrado Profissional no setor da Gestão em Alimentos e Bebidas (A&B) chama a atenção para melhorias no ensino técnico da área e, também, das associações de classe e grandes e médias empresas do setor que poderão obter vantagens competitivas por meio do aprimoramento das habilidades de seus funcionários, ganhando qualidade e alcançando padrões de excelência em seus serviços. O foco no aprimoramento da qualidade e da produtividade, com custos reduzidos, leva, na maioria, dos casos à lucratividade e posição de destaque no negócio.

OBJETIVOS DO PROGRAMA

O objetivo do Mestrado Profissional – Alimentos e Bebidas é contribuir para o desenvolvimento de projetos que auxiliem o entendimento de processos e aplicação de estratégias de gestão no setor de A&B, no intuito de identificar competências para a melhoria do desempenho de suas organizações. Também visa preparar profissionais capacitados a desenvolver e aplicar estudos técnico-científicos em resposta às demandas do setor de A&B, das organizações e sociedade em geral.

O Programa buscará contribuir para o alargamento das fronteiras do conhecimento do setor de A&B, dedicando-se a pesquisar informações setoriais que permitam melhor entendimento sobre seu funcionamento e organização, como a quantidade e atuação de empresas em segmentos específicos, os modelos de relacionamento entre as empresas do setor, as práticas de excelência em marketing, comunicação e eventos, além de tendências e perspectivas futuras do setor de A&B.

PÚBLICO-ALVO

Voltado ao profissional capacitado a exercer funções de gerência em médias e grandes empresas do setor de A&B. Objetiva-se formar um profissional com conhecimentos de ponta na área da gestão em A&B, capacidade de compreender e analisar o contexto empresarial e organizacional, tanto nacional quanto internacional. Além de ser capaz de identificar oportunidades para criar e inovar em políticas e processos e produtos e serviços. Adicionalmente o egresso será habilitado a definir estratégias empresariais, financeiras, mercadológicas, de recursos humanos, logística e produção.

INVESTIMENTO

Investimento para ingressantes no 1º semestre de 2019: 24 parcelas de R$ 1.760,00
Câmpus: Vila Olímpia

CORPO DOCENTE

Antonio Hélio Junqueira
Docente colaborador
Titulação: Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo
Temas que orienta: Cadeias Produtivas, Abastecimento de Alimentos e Sistemas Agroindustriais
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Negócios em A&B
E-mail: ahjunqueira@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/0541755519500306

Carlos Alberto Alves
Titulação: Doutor em Administração pela Universidade Nove de Julho
Temas que orienta: Marketing, Canais de Distribuição e Estratégia
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Operações em A&B
E-mail: caalves@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/9085019105914550

César Augusto Biancolino
Titulação: Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo
Temas que orienta: Controladoria Estratégica, Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação.
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Negócios em A&B
E-mail: biancolino@gmail.com
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/4701779533683744

Elizabeth Kyoko Wada
Titulação: Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo
Temas que orienta: Planejamento do Negócio, Stakeholders e Mobilidade Corporativa
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Negócios em A&B
E-mail: elwada@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/4904816535433696

Leonardo Aureliano da Silva
Titulação: Doutor em Administração pela Universidade Nove de Julho
Temas que orienta: Gestão em A&B, Comportamento do Consumidor e Marketing
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Negócios em A&B
E-mail: leosilva@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/2136195205924034

Luiz Gonzaga Assumpção Carvalho
Titulação: Mestre em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi
Temas que orienta:
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Operações em A&B
E-mail: lucarvalho@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/0686651121592895

Maria Henriqueta Sperandio Garcia Gimenes Minasse
Titulação: Doutora em História pela Universidade Federal do Paraná
Temas que orienta: Lazer e entretenimento no setor de A&B; Ambiente de Serviços em A&B; Gastronomia
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Operações em A&B
E-mail: mhminasse@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/6807582118593348

Paulo Sérgio Altman Ferreira
Docente colaborador
Titulação: Doutor em Administração pela Newcastle University Business School (acreditação: AACSB EQUIS AMBA).
Temas que orienta: Gestão, Finanças, Logística
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Negócios em A&B
E-mail: psaltman@gmail.com
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/0541755519500306

Paulo Sergio Gonçalves de Oliveira
Titulação: Doutor em Engenharia da Produção pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP)
Temas que orienta: Gestão da Tecnologia da Informação, Cadeia de Suprimentos, Gestão de Conhecimento
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Operações em A&B
E-mail: psoliveira@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/5787786955978812

Rodrigo Cunha da Silva
Titulação: Doutor Administração pela FEA da Universidade de São Paulo- USP
Temas que orienta: Gestão de Pessoas, Comportamento Organizacional, Gestão de Carreiras
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Operações em A&B
E-mail: rosilva@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/1501183548567950

Sérgio Luis Ignácio de Oliveira
Titulação: Doutor em História da Ciência pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Temas que orienta: Competitividade e Serviços em A&B, Comportamento do Consumidor e Marketing
Linha de Pesquisa em que atua no Programa: Negócios em A&B
E-mail: seoliveira@anhembi.br
Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/4594539384236511
Credenciamento e Descredenciamento de Docentes
Clique aqui para acessar

Disciplinas

Os alunos devem cursar obrigatoriamente todas as disciplinas da Área de Concentração, assim como as disciplinas obrigatórias e eletivas da sua Linha de Pesquisa.

Área de Concentração: Gestão em A&B

Disciplinas obrigatórias:

  • Gestão de A&B
  • Planejamento Estratégico do Negócio
  • Métodos de Pesquisa I – Qualitativos
  • Métodos de Pesquisa II – Quantitativos

Linha de Pesquisa 1 – Negócios em A&B

Disciplinas Obrigatórias

  • Marketing
  • Gestão Financeira (*)

Disciplinas Eletivas

  • Gestão da Tecnologia, Informação e Comunicação (TIC)
  • Comportamento do Cliente

Linha de Pesquisa 2 – Operações em A&B

Disciplinas Obrigatórias

  • Cadeia de Suprimentos
  • Ambiente de Serviços em A&B

Disciplinas Eletivas

  • Comportamento Organizacional e Gestão de Pessoas
  • Tópicos especiais em operações de A&B

(*) Será oferecida a “Princípios de Contabilidade e Custos” a disciplina de equalização no 1º semestre, para os alunos que necessitarem suporte para a disciplina “Gestão Financeira”.

Projetos de pesquisa da LP1 – Negócios em A&B

Empresas e consumidores na arena do marketing digital contemporâneo: interação, afetividade, vigilância e conflito
Prof. Dr. Antonio Hélio Junqueira
O presente projeto de pesquisa visa analisar as interações entre consumidores, marcas, produtos e empresas do setor de A&B, no âmbito do marketing digital brasileiro contemporâneo, avaliando o potencial das interações delas decorrentes na promoção de ações de educação, de conscientização a respeito dos modos de produzir e consumir no mundo atual, de difusão crítica de conceitos e práticas da sustentabilidade e de redução de impactos socioambientais indesejáveis. Busca, assim, apontar para a relevância da ordem comunicacional instaurada no ambiente digital vigente nos dias atuais, principalmente quando o setor de alimentação está migrando para plataformas móveis.

Comportamento do cliente em alimentos e bebidas
Prof. Dr. Sérgio Luis Ignácio Oliveira
Considerando o turismo um fenômeno que pode contribuir para o desenvolvimento econômico e social, a competição entre destinos é crescente, a fim de obterem vantagens que lhes confiram os resultados desejados. Portanto, a gestão de expectativas e da satisfação proporcionada aos turistas, por todos os setores e instituições envolvidos, faz-se fundamental. Nesse contexto, os resultados esperados para este projeto de pesquisa visam ampliar o conhecimento do comportamento do turista, suas expectativas e satisfação, especificamente em relação aos restaurantes.

Inventário de empresas de serviços de restaurantes na cidade de São Paulo
Prof. Dr. Leonardo Aureliano da Silva
Levantamento e classificação das empresas de serviços de restaurantes na cidade de São Paulo. Identificação das principais redes, cadeias e franquias do setor de restaurantes, não vinculados a hotéis. Classificação dos vários tipos de serviços. Identificação dos stakeholders envolvidos em cada negócio. Análise dos procedimentos gerenciais: financeiro, pessoal, suprimentos, comunicação e tecnologia de informação. Principais aspectos do estado da arte da gestão do negócio nesse setor. Análise dos procedimentos e das relações entre fornecedores e clientes. Práticas de relacionamento com os clientes. Planeja-se como fase 1, a identificação e classificação do setor de restaurantes complementando, a respectiva fase 1 do projeto “Análise setorial da cadeia produtiva de serviços de Alimentos e Bebidas na cidade de São Paulo”.

Mobilidade corporativa na América Latina – Projeto 2: Segmento MICE (meetings, incentives, conferences & exhibitions)
Profa. Dra. Elizabeth Kyoko Wada
Este projeto tem como objetivo geral compreender a mobilidade corporativa na América Latina, a partir dos stakeholders. Os objetivos específicos são investigar em que situações a gestão de viagens praticada pelo mercado assume a gestão de experiências de hospitalidade, preconizada por Lashley; conhecer as experiências de organizações brasileiras que passam a intensificar a mobilidade corporativa a partir da inserção do Brasil como ator relevante na economia global; elencar potenciais áreas de prestação de serviços para Turismo e afins que saem da cadeia produtiva tradicional, como os casos de abastecimento de A&B em plataformas de petróleo, em canteiros de obras de hidrelétricas, entre outros. A primeira etapa da pesquisa exploratória realiza-se com um estudo de casos múltiplos, utilizando instrumentos quali e quantitativos. Ao final da pesquisa, ambiciona-se conceituar Mobilidade Corporativa com base em um estudo multidisciplinar que envolverá Administração, Sociologia, Antropologia, Geografia, História, Turismo, Hospitalidade.

Utilização de tecnologias móveis no setor de Alimentos e Bebidas na cidade de São Paulo
Prof. Dr. Paulo Sérgio Gonçalves de Oliveira

O rápido avanço das tecnologias móveis, requer das empresas a gradativa necessidade de planejar a inserção neste novo ambiente de interação e de fazer negócios de forma integrada e em tempo real. O objetivo central deste projeto é explorar o conhecimento sobre a mobilidade, das tecnologias e infraestrutura móveis para que uma corporação evolua para o ambiente da mobilidade. Tem como propósito final a proposta de um quadro de trabalho para apoio aos pesquisadores e empresas que permita a gestão eficaz da tecnologia em ambientes da mobilidade. A fase 1 deste projeto será aplicada em restaurantes e cadeias de restaurantes vinculadas a hotéis na cidade de São Paulo.

Projetos de pesquisa da LP2 – Operações em A&B
Indicadores de desempenho (KPIs) no atendimento a clientes em Alimentos e Bebidas
Prof. Resp. Carlos Alberto Alves
Este projeto se propõe a identificar e modelar as diversas práticas de monitoramento no atendimento dos clientes nos restaurantes e cadeias de restaurantes vinculadas a hotéis na cidade de São Paulo. Modelar as melhores práticas do setor. Identificar as influências conceituais na forma do relacionamento com os clientes. Estabelecer indicadores de desempenho (KPIs) e classificar por tipo de estabelecimento. Identificar os sistemas gerenciais (CRM, outros) mais utilizados no controle de clientes. Os resultados esperados para o projeto são o levantamento das melhores práticas de atendimento ao cliente nos restaurantes e cadeias de restaurantes vinculadas a hotéis na cidade de São Paulo.

Inovação em redes de serviço e a cocriação de valor em alimentos e bebidas
Prof. Dr. Paulo Sergio Altman Ferreira
A inovação baseada na cocriação de valor fundamenta-se na construção coletiva de benefícios mútuos por meio de novos processos e novas maneiras de interagir. Este projeto de pesquisa tem como objetivo examinar a cocriação de valor por meio das relações organizacionais baseadas em serviços. A literatura corrente explica a percepção de valor na perspectiva das experiências e circunstância que permeiam sua cocriação. Pesquisas contemporâneas também indicam a comunicação e a colaboração como aspectos-chave da cocriação inovadora. Não obstante, é preciso considerar a natureza das múltiplas relações baseadas em serviço como uma rede de interesses diversos e divergentes. O presente projeto de pesquisa pretende investigar a inovação no setor de A&B como uma prática contínua de mudanças mútuas e observar criticamente os movimentos de interação e as possíveis contradições nas diversas atividades do sistema de serviços.

Lazer, entretenimento e experiência em bares, restaurantes e similares
Profa. Dra. Maria Henriqueta Sperandio Garcia Gimenes Minasse
Este projeto tem como objetivo estudar as novas funções incorporadas por bares, restaurantes e similares brasileiros como espaços de lazer e entretenimento, investigando – do ponto de vista da produção gastronômica (composição e execução de cardápio) e do ambiente serviço – as estratégias utilizadas pelos estabelecimentos para conceber e operacionalizar experiências positivas e engajadoras para seus clientes. Os resultados esperados para este projeto são ligados ao mapeamento das práticas dos novos espaços de lazer e entretenimento no setor de A&B na cidade de São Paulo.

Modelos de excelência para gestão de pessoas em Alimentos e Bebidas
Prof. Dr. Rodrigo Cunha da Silva
Este projeto pretende identificar no segmento de restaurantes as melhores práticas da Gestão de Pessoas com o intuito de modelar seus processos mais eficientes na cidade de São Paulo. Análise e identificação das ações de recrutamento, seleção, desenvolvimento de habilidades, treinamento de procedimentos básicos e avançados. Identificação de indicadores de performance (KPI) mais utilizados. Tipos de funcionários mais procurados. Experiência mínima desejada. Evolução na carreira. Remuneração média. Métodos de incentivo e bonificação. Índices de turnover. Os resultados esperados são a elaboração de um estado da arte das melhores práticas de Gestão de Pessoas.

Modelos de gestão de eventos de Alimentos e Bebidas
Prof. Me. Luiz Gonzaga Assumpção Carvalho
O projeto tem como objetivo identificar e classificar os diversos tipos de eventos organizados pelo setor hoteleiro em A&B. Procurar-se-á compreender os processos da atividade desde a captação, planejamento e produção dos diferentes tipos de eventos gastronômicos – coquetel, coffee break, almoço, jantar, brunch. E, também a estrutura operacional dos hotéis voltadas a eventos, a organização de eventos in house e serviços agregados. Parcerias com fornecedores. Entretenimento e recreação em eventos de hotéis. Cardápios destinados a eventos, relação de quantidades e qualidade de alimentos e bebidas com o público-alvo de cada evento. Os resultados esperados para o projeto são a identificação e classificação das principais práticas e modelos de Gestão de Eventos em A&B do setor hoteleiro na cidade de São Paulo.

Processo Seletivo

PROCESSO SELETIVO 2019/1 – Encerrado

Resultado – Processo Seletivo Regular

INSCRIÇÃO NOME RESULTADO
21292468 Ana Claudia Tachibana Hagihara Aprovado
21049791 Andréa Marta Copicinski Aprovado
21291327 Fábio Airton Banderó Aprovado
21290358 Felipe Silva Campos Aprovado
20455603 Marcelo Machado Ávila Aprovado
20706003 Marcos Roberto de Castro Padilha Filho Aprovado
21292472 Maurício Braga De Almeida Aprovado
21286934 Nathália Ferreira Pinho Gama Aprovado
21287285 Rafael Delalibera Jacob Aprovado
21289962 Renan Dargas Aprovado

Resultado – Vagas Remanescentes

INSCRIÇÃO NOME RESULTADO
21288725 Fabio Roberto Anjos da Silva Aprovado

Investimento

 24 parcelas de R$ 1.760,00 (para ingressantes no 1º semestre de 2019).

Intercâmbio

Dada a importância do MP em Gestão de A&B para a formação de quadros para médias e grandes empresas do setor de A&B, a primeira fase de contatos de parceria teve foco no setor hoteleiro cientes de que a área de A&B dessas empresas fazem parte do escopo do PPG. Além das relações de longo tempo que a UAM,

por meio de seus diversos cursos ligados à área da hospitalidade, turismo e gastronomia, mantém com o setor, este segmento de A&B é estratégico por ter ampliado o conceito de alta gastronomia no país pelo trabalho de grandes chefs em seus restaurantes, além do que já foi exposto acima.

Foram firmadas parcerias com 2 grandes players do setor hoteleiro que oferecem estágios para os alunos:

o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) e a rede Bourbon Hotéis & Resorts. A atuação desses parceiros do mercado se concentra principalmente, na possibilidade dos nossos alunos fazerem estágio profissional em suas empresas.

Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil – FOHB

O Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil – FOHB nasceu da iniciativa de doze empresas, que em 2002 se reuniram com o objetivo de criar uma instância de representação para as grandes redes do país. Sua missão é contribuir para o desenvolvimento do setor, auxiliando na normatização e sistematização do setor hoteleiro em geral.

As atividades do FOHB se baseiam em três eixos principais de atuação para o setor: representação, contribuição para o desenvolvimento e geração de informações. O FOHB promove eventos e grupos de trabalhos nas áreas “Comercial, de Recursos Humanos & Responsabilidade Socioambiental, Tecnologia da Informação, Suprimentos, Segurança, Jurídica, Controladoria & Finanças, dentre outros”.

Rede Bourbon Hotéis & Resorts

A Rede Bourbon Hotéis & Resorts é uma das dez maiores do país. Criada em Londrina em 1963 pela família Vezozzo, tem faturamento de US$ 140 milhões (2012) e mais de 2 mil funcionários. A rede Bourbon ocupa o 8º lugar, entre as maiores redes hoteleiras do Brasil, com 14 unidades e 2771 apartamentos espalhados entre Brasil, Argentina e Paraguai. Além disso, tem a maior estrutura de convenções do país com mais de 26 mil m2.

A rede atende todos os segmentos de hospedagem por meio de seu amplo portfólio de categorias e marcas, classificadas de acordo com o perfil de cada empreendimento. A missão da Rede Bourbon é assegurar a plena satisfação de seus clientes, colaboradores e investidores. Seus fundamentos são uma lição para o setor de serviços, revelando seus conceitos mais importantes de entregar o que foi prometido.

Elizabeth Kyoko Wada faz parte do Conselho de Administração da empresa.

Em 2017 o PPG dirigiu esforços para outras instituições e associações de mercado. Durante 2017 foram realizados diversos contatos que serão concluídos em 2018, principalmente com a ABRASEL – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes e a ABIA – Associação Brasileira de Indústrias Alimentícias.

Dissertações e Teses

BANCA DE QUALIFICAÇÃO

(após o cumprimento dos 24 créditos em disciplinas e 2 créditos de atividades programadas)

4 vias do relatório de qualificação.
1 via do formulário de encaminhamento – assinado pelo orientador.
1 via da tabela de atividades programadas – assinada pelo orientador, acompanhada de cópias dos comprovantes (clique aqui e conheça mais sobre as atividades programadas).
1 via do currículo Lattes atualizado.
1 via do histórico escolar.

BANCA DE DEFESA

4 vias da dissertação em encadernação espiralada
– ver orientações do template da dissertação
normas para formatação de trabalho acadêmico
1 via do formulário de encaminhamento – assinado pelo orientador.
1 via do currículo Lattes atualizado.

Orientações:

Conforme consta no Regulamento (clique aqui para acessar) a defesa da Dissertação para a obtenção do título de Mestre Profissional deve respeitar os seguintes critérios:

Art. 35º – Para a obtenção do grau de Mestre são exigidas a apresentação e a defesa da Dissertação/Trabalho Final de Mestrado.

  • 1º. O mestrando só pode apresentar e defender a Dissertação/Trabalho Final de Mestrado, após completar, com aprovação, todas as etapas do Programa.
  • 2º. O depósito da Dissertação/Trabalho Final de Mestrado somente poderá ser feito observado um intervalo de, no mínimo, 90 dias contados a partir da data do Exame de Qualificação.

Art. 36º – Cumpridas as exigências próprias do Programa, cabe ao orientador escolher e propor à CPG os componentes da banca, obedecendo a critérios que garantam a lisura do processo, incluída aí a não existência de eventual vínculo funcional direto entre o candidato e os membros da banca.

  • 1º. Um dos componentes da banca de defesa de Mestrado deverá ser, na medida do possível, o mesmo da banca do exame de Qualificação.
  • 2º. Junto com o requerimento, o aluno deve enviar à Comissão de Pós-Graduação 4 (quatro) exemplares de sua Dissertação/Trabalho Final de Mestrado, devidamente elaborada de acordo com as normas técnicas do Programa.

Art. 37º – A Banca Examinadora indicada pelo orientador será submetida à aprovação da Comissão de Pós-Graduação.

Art. 38º – A Banca Examinadora é composta por três membros, sendo um externo ao Corpo Docente da Universidade, necessariamente vinculado a um programa de Pós-Graduação Stricto Sensu. Também há a designação de um suplente.

  • 1º. A arguição final é realizada em sessão pública.
  • 2º. Os membros da Banca Examinadora devem possuir, no mínimo, o título de Doutor.
  • 3º. A Banca Examinadora é presidida pelo professor orientador, seu membro nato.
  • 4º. Na falta ou impedimento do orientador, o coordenador do Programa indicará nova data para a arguição, ou substituirá ele próprio o orientador, ou designará um professor do Programa para presidir a banca, a fim de que:

Dissertações defendidas

2017
2018

Fale com a Coordenação

  • Fale com a Coordenação

    Profa. Dra. Elizabeth Kyoko Wada

    Elizabeth Kyoko Wada, bolsista CNPQ Nível 2 com a pesquisa Mobilidade Corporativa na América Latina, concluiu pós-doutorado na UFPR - PPG em Turismo (2016), é Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1994), Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1989), Especialista em Administração Mercadológica pela EAESP/FGV (1982), graduada em Turismo pelo Centro Universitário Ibero Americano Unibero (1979) e em Comunicação Social - Relações Públicas pela Universidade de São Paulo (1980). É Coordenadora do PPG em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi (Laureate International Universities) e pesquisadora do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Social e Tecnológico (ISAM). Atua como docente nas seguintes disciplinas: Gestão e Planejamento Estratégico em Hospitalidade; Hospitalidade, Hostilidade e Stakeholders; Hospitalidade na Competitividade em Serviços. Tem experiência nas áreas de Turismo e de Hotelaria na América Latina, com ênfase em Gestão de Meios de Hospedagem e nos seguintes temas: hotelaria, planejamento estratégico, turismo, turismo de negócios (viagens corporativas, eventos empresariais e viagens de incentivo), mobilidade corporativa, serviços e inovação. É docente desde 1981. É diretora administrativo-financeira da ANPTUR (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo) e Vice-Presidente de Finanças de MPI Brazil Chapter (Meeting Professionals International). É membro do Conselho de Administração de Bourbon Hotéis & Resorts. Tel.: (55) 11 3847 3037
Português (Brasil)
English Português (Brasil)